exameinformatica

Uma parceria VISÃO

Siga-nos nas redes

Perfil

Especiais

Como testámos

Analisámos as impressões fotográficas e documentais, digitalizações e cópias, além do próprio equipamento. Na impressão de documento usámos o documento de cinco páginas da norma ISO/IEC 24711.

  • 333

Joana Mendes

Na fotografia imprimimos várias fotos e uma imagem dos laboratórios da Kodak, com mira de cores e várias fotos carregadas de cor. Realizámos um teste "cego", em que um painel de voluntários avaliou a qualidade dos resultados, sem saber qual a origem de cada um.

Para obter os custos por página, cruzámos o preço de cada tinteiro, sempre que possível de alta capacidade, com a capacidade de impressão em número de páginas, segundo a norma ISO/IEC 24711.

Medimos a duração de várias funções: o tempo que cada aparelho leva a iniciar a primeira impressão (desde que se dá a ordem até a folha ser puxada); o tempo de impressão (de documentos e de fotografias) ou de cópia, desde que a primeira folha é puxada até o trabalho ficar concluído; o tempo de digitalização, desde que é dada a ordem até que a máquina dá a operação por concluída. Medimos o consumo energético de cada máquina a imprimir, em stand-by e desligada.

Nos links que se seguem pode visualizar o artigo na versão integral:

Faz-(quase)-tudo-em-um

Teste à Canon Pixma MP495

Teste à Canon Pixma MG5250

Teste à Epson Stylus SX420W

Teste à Epson Stylus SX610FW

Teste à HP Photosmart Plus B209a

Teste à HP Photosmart Premium C309g

A conclusão do comparativo de multifunções

Multifunções: grelha de comparação

  • 333