exameinformatica

Uma parceria EXPRESSO

Siga-nos nas redes

Perfil

Carros

A Apple e a Google vão lançar carros? Não, segundo o presidente da Renault-Nissan

Carlos Ghosn, o líder de um dos maiores fabricantes de carros do mundo, aposta que as marcas automóveis vão coexitir perfeitamente com os gigantes tecnológicos.

  • 333

O líder da aliança Renault-Nissan não parece valorizar muitos os boatos que indicam que a Apple e a Google estão a desenvolver um carro e que vão entrar no mercado automóvel nos próximos anos. Carlos Ghosn esteve no palco centrar da Web Summit onde admitiu que os grandes da tecnologia estão já a competir com as marcas automóveis na área dos serviços e da tecnologia a bordo, mas o responsável foi claro em dizer que «a Apple, a Google e a Uber não estão interessados em desenvolver os seus próprios carros», adicionando que estas empresas «querem aproveitar as oportunidades que estão a surgir na indústria automóvel em termos de conectividade».

Pouco depois, numa discussão intitulada Driving a connected future, Carlos Ghosn anunciou que também não acredita que as plataformas de partilha vão levar à diminuição da venda de carros. «Os dois segmentos de mercado vão crescer. É verdadade que há cada vez maior procura para soluções de partilha, mas o aumento da conectividade e o desenvolvimento da condução autónoma também levam a que o carro se torne cada vez mais pessoal... Quem é que vai querer ter um estranho ao lado se estiver a trabalhar ou comunicar com a família?».

Relativamente ao desenvolvimento da condução autónoma, Ghosn acredita que o desenvolvimento da tecnologia ainda não chegou ao ponto de garantir que a condução autónoma pode ser realizada em todas as situações. «ainda estamos numa fase em que o sistema funciona bem apenas sob determinadas condições, como estradas bem sinalizadas e num ambiente onde os outros condutores respeitam as regras de trânsito». Mas o responsável da Renault-Nissan acredita que o desenvolvimento vai continuar a bom rimo e que «é fundamental trabalhar em conjunto com os reguladores e legisladores».

  • 333