exameinformatica

Uma parceria VISÃO

Siga-nos nas redes

Perfil

Carros

EQC: Mercedes prepara-se para lançar carro elétrico

Chesnot

A Mercedes vai anunciar hoje o SUV elétrico com que pretende combater a Tesla no segmento de carros premium com baterias.

  • 333

Exame Informática

A Tesla prepara-se para dominar o segmento premium de carros elétricos, mas a concorrência está atenta. A Mercedes vai anunciar hoje o EQC e a BMW e Audi preparam-se para mostrar também as suas apostas em breve.

De acordo com a imprensa britânica, prevê-se que o EQC, da Mercedes, user uma bateria de 70 kiloWatts hora (kWh) e alcance uma autonomia de cerca de 500 quilómetros com a bateria carregada. No que toca a aceleração a fasquia é igualmente promissora: zero aos 100 Kmh em menos de cinco segundos.

Wajih Hossenally, analista na IHS Markit, considera que «a Tesla tem praticamente zero competição – mas isto vai mudar de 2019 em diante», cita a Reuters. Estas declarações estão em sintonia com vários outros especialistas que calculam que a Tesla vai reduzir a sua quota de mercado dos 12,3 para os 2,8%, mesmo que as vendas continuem a aumentar. Os fabricantes alemães juntos devem conseguir 11,8% a partir de 2020.

O interior do EQC faz lembrar um Mercedes Class-C e destaca-se pelas linhas desportivas e um farol traseiro a toda a largura. A Mercedes optou por começar a aceitar reservas na Noruega ainda antes de anunciar o preço e já conseguiu que duas mil pessoas fizessem o depósito de cerca de 2400 dólares.

Por outro lado, a Audi começou a produzir o SUV e-Tron e planeia ter um evento de arranque de vendas a 17 de setembro a cerca de 60 quilómetros de distância da fábrica da Tesla em Fremont. A BMW alugou um jato da Lufthansa para voar o Vision iNext de Munique para Pequim, via Nova Iorque e São Francisco. As fabricantes alemãs têm tentado recriar o fator WOW e querem ser vistos como marcas cool, como tem acontecido com a Tesla, que ganha pontos com o carisma e personalidade de Elon Musk. No entanto, Nicolai Mueller, um analista da McKinsey em Colónia, considera que «os fabricantes alemães têm carros premium desejáveis e divertidos de conduzir no seu ADN», pelo que o apelo deve ser feito por aí.

Um dos desafios apontados passa por conseguirem criar uma rede de postos de carregamento rápido que possa rivalizar com a Tesla.

  • 333