exameinformatica

Uma parceria EXPRESSO

Siga-nos nas redes

Perfil

Eco

Nissan dá segunda vida às baterias do Leaf

A Nissan associou-se à EATON para criar novos sistemas de gestão energética que vão utilizar baterias em “segunda mão”.

  • 333

O aumento da produção de energia elétrica a partir de fontes renováveis tem criado problemas de gestão e dimensionamento das redes. Basta pensar, por exemplo, o que acontece em dias sem sol ou vento num país em que as energias eólica e solar representam uma boa parte da produção total. Este problema tem levado a que, na prática, as centrais elétricas com origem em fontes não renováveis continuem ativas para garantir a estabilidade da rede elétrica.

A solução passa por sistemas de armazenamento capazes de guardar energia durante o excesso de produção para depois ser usada em momentos de menor produção. Infelizmente, »estes tipos de sistemas exigem grandes investimentos em baterias.

A Nissan e a EATON dizem ter uma parte da solução para este problema. As duas empresas desenvolver sistemas de baterias escaláveis, que, segundo os responsáveis, podem ser adaptados a casas ou a grandes empresas. Apesar de ainda não terem sido anunciadas soluções comerciais, as duas empresas garantem que os custos vão ser muito competitivos porque serão utilizadas baterias usadas originárias dos Nissan elétricos.

De acordo com Robert Cujan, líder da unidade de veículos elétricos da Nissan, «em média, as baterias usadas retiradas dos Leaf têm 70% da capacidade inicial», adicionando que, nestas condições, «é possível extrair mais 5 a 10 ano de vida da bateria» nos sistemas fixos agora anunciados.

Em declarações à Exame Informática, Cyrille Brisson, vice-presidente da EATON para o marketing, garantiu que «a grande vantagem da nova solução é a capacidade de adaptar-se a várias situações». Quando questionado sobre as semelhanças com as Tesla Powerwall, o responsável reforçou que «este sistema não é comparável porque não se limita a receber ou fornecer energia a um espetro muito reduzido de utilizações. Esta é uma solução muito mais ampla, com gestão inteligente, que pode tanto ser usada para estabilizar a rede como para trabalhar complemente fora da rede».

A Nissan acredita que esta solução vai aumentar o valor dos veículos elétricos da marca, sobretudo no mercado de usados, bem como permitir outras propostas comercias, como a troca de bateias de modo mais vantajoso para o cliente.

  • 333