exameinformatica

Uma parceria VISÃO

Siga-nos nas redes

Perfil

MI - Mobilidade Inteligente

Porto Santo vai usar carros elétricos da Renault para diminuir dependência energética

Joao M. Faria

A Renault e a Empresa de Eletricidade da Madeira anunciaram o desenvolvimento conjunto de ecossistema elétrico inteligente para a Ilha do Porto Santo. Os carros elétricos vão ser carregados usando fontes de energia renováveis e usados para compensar picos de potência da rede.

  • 333

Designado por «Porto Santo Sustentável - Smart Fossil Free Island», este projeto é apresentado como inovador a nível mundial e pretende diminuir a dependência da “ilha dourada”, pertencente ao Arquipélago da Madeira, dos combustíveis fósseis.

De acordo com a Renault, «o ecossistema elétrico inteligente a implementar apoia-se em quatro pilares: os veículos elétricos, a armazenagem de energia, a recarga inteligente e a reversão da recarga (Vehicle to Grid ou V2G)». Numa primeira fase, a Renault vai colocar em circulação na ilha 20 carros (14 ZOE e seis Kangoo Z.E), que vão ser usados por famílias e entidades voluntárias. Os carros serão carregados através de 40 postos de carregamentos públicos e privados instalados pela Empresa de Eletricidade da Madeira (EEM) e pela Renault.

Estes carregadores serão inteligentes na medida em que modulam o carregamento do veículo em função das necessidades do utilizador e da oferta de eletricidade disponível na rede. De acordo com a marca francesa, «o carregamento efetua-se à máxima potência quando a disponibilidade de eletricidade é superior às necessidades, por exemplo, nos picos de produção das fontes renováveis e é interrompido se a procura de eletricidade for superior à oferta disponível na rede». Deste modo procura-se «otimizar o aproveitamento da produção de eletricidade oriunda de fontes renováveis locais».

Numa segunda fase será utilizada a tecnologia Vehicle to Grid onde são os carros a fornecer energia à rede para, por exemplo, compensar picos de potência reduzindo a necessidade de recorrer a fontes não renováveis.

A Renault explica anda que vão ser instaladas baterias estáticas na ilha, oriundas da reciclagem de baterias já utilizadas em veículos elétricos, para armazenar energia em momentos de excesso de produção das centrais eólicas e solares para que possa ser usada posteriormente.

O tempo de execução anunciado é de 18 meses. Após este período, o sistema deverá ser implementado também na ilha da Madeira.