exameinformatica

Uma parceria VISÃO

Siga-nos nas redes

Perfil

MI - Mobilidade Inteligente

Kia Niro elétrico chega a Portugal no início de 2019

O Niro elétrico vai estar disponível com duas capacidades de bateria: 39,2 kWh, com autonomia máxima de 240 quilómetros, e 64 kWh, com autonomia de 380 quilómetros. Os preços na Coreia do Sul começam um pouco acima dos 30 mil euros.

  • 333

No início da semana ficámos a conhecer o Hyundai Kauai elétrico, que deverá chegar ao mercado nacional no segundo semestre deste ano. Agora é a vez de sabermos mais alguns detalhes sobre o “irmão” Kia Niro. Irmão porque os dois carros vão partilhar a mesma plataforma do grupo Hyundai/Kia, o que é logo evidente nas capacidades das baterias anunciadas para o Niro: uma de 39,2 KWh e outra de 64 kWh. Mas tudo indica que, ao contrário do Kauai, o Niro só vai estar disponível com um motor com uma potência de 204 cavalos.

O Niro é ainda um pouco maior (4,37 metros, quase mais 20 cm que o Kauai), o que deverá significar mais espaço a bordo. Aliás, de acordo com a informação da Kia, o Niro elétrico até tem mais 2 cm de comprimento que as versões do Niro já comercializadas.

Na Coreia do Sul, as vendas deverão começar em julho e os preços deverão variar entre quase 33 mil euros e pouco mais de 35 mil euros. A Exame Informática sabe que a Kia prevê apresentar o Niro elétrico na Europa em dezembro e iniciar as vendas no início de 2019, mas os preços ainda não foram definidos.

Como já acontece com o Niro híbrido plug-in, a versão totalmente elétrica deverá vir bem equipada em termos de tecnologia, incluindo travagem automática para evitar choques frontais, sistema de manutenção de faixa de rodagem e cruise control ativo.

  • 333
  • Kia Niro em análise

    Carros

    Já conduzimos o Kia Niro, um carro profundamente marcado pela tecnologia, que traz de série um ecrã tátil com acesso a várias apps e que se destaca também por apresentar baixos consumos, na ordem dos 5 litros aos 100 quilómetros em condições de condução normal. O sistema de infotretenimento é compatível com Android e iOS e pode ser ligado à Internet pelo telemóvel.

  • Kia Soul EV em análise

    Direto LAB

    Conduzimos um dos carros elétricos mais esperados, quanto mais não seja pela autonomia anunciada, mais de 200 quilómetros. Mas há mais tecnologia a bordo para conhecer.

  • Teste: Kia Stinger 3.3 T-GDi, uma ameaça aos "puro-sangue" alemães

    MI - Mobilidade Inteligente

    O Stinger V6 demonstra que a Kia tem capacidade para desenvolver e produzir um GT capaz de competir com os melhores em termos de performance e dinâmica. O poderoso motor com 370 cavalos aliado a um chassis bem contruído e à tração integral fazem com que carro consiga andar muito depressa e em segurança. Mas também é uma oportunidade perdida: tratando-se do novo topo de gama, a Kia devia ter aproveitado para incluir um sistema de infoentretenimento mais evoluído e, ainda mais importante, recorrido à eletrificação para diminuir o consumo e as emissões poluentes