exameinformatica

Uma parceria VISÃO

Siga-nos nas redes

Perfil

MI - Mobilidade Inteligente

Afinal, como vão ser pagos os carregamentos na Mobi.E?

Se é utilizador de um veículo elétrico, fique a saber como vai pagar a utilização dos Postos de Carregamento Rápido a partir de 1 de novembro num FAQ que preparámos para esclarecer as dúvidas mais frequentes.

  • 333

Apesar de já termos explicado como se vai processar os pagamentos relativos aos consumos nos Postos de Carregamento rápido com base na informação disponibilizada pela a Mobi.E e pelas empresas envolvidas, muitos utilizadores têm demonstrado dúvidas. Alguns queixam-se que têm recebido informações contraditórias quando contactam os serviços de informações das empresas que vão comercializar a energia. Queixas e pedidos de esclarecimento que nos têm chegado por e-mail e que têm sido publicadas em grupos de redes sociais associados à mobilidade elétrica.

Preparámos um FAQ para esclarecer estas dúvidas:

Como vai ser calculado o valor a pagar?
O valor a pagar pelos utilizadores incorpora dois componentes principais: a utilização do posto, valor definido pelo Operador do Posto de Carregamento, e o valor da energia, valor definido pelo Comercializador de Mobilidade Elétrica (CEME). Regra geral, as taxas estão incluídas nos valores de cada uma destes componentes, excetuando o IVA.

A quem pago a utilização dos postos?
Ao Comercializador de Mobilidade Elétrica (CEME). A fatura emitida por esta empresa incluirá o valor da energia, o valor de utilização do posto (OPC) e todas as taxas. Será semelhante à fatura de energia elétrica que já recebe em casa.

Preciso de um novo cartão?
Sim. Os antigos cartões da Mobi.E vão continuar a funcionar nos restantes postos (PCN – Postos de Carregamento Normal), mas será necessário utilizar um novo cartão nos Postos de Carregamento Rápido, os únicos cuja utilização vai ser paga a partir de 1 de novembro. Os novos cartões vão poder ser também usados nos PCN (sem custos, por enquanto).
Em suma: os velhos cartões da Mobi.e vão passar a poder ser usados apenas nos PCN e os novos cartões dos CEME vão poder ser utilizados em todos os postos.

Vou ter de usar vários cartões?
Não, os cartões são interoperáveis com os postos. Ou seja, cada cartão vai poder ser utilizado em todos os postos da rede Mobi.E, independentemente do operador. No fundo, o cartão vai definir quanto vai pagar e a quem vai pagar.

A quem peço um novo cartão?
Ao Comercializador de Mobilidade Elétrica (CEME) que escolher. Pode contratar mais do que um – pode ser uma opção economicamente interessante devido à variabilidade de alguns tarifários. Os CEME já publicaram os tarifários nos respetivos sites: EDP, Galp Eletric, Prio.E e eVAZ Energy.
Os sites do CEME indicados também incluem informação sobre como pedir os cartões.

Como saber os custos de operação dos postos?
Como já referido, a utilização dos postos não será paga no local, mas sim incluída na fatura do CEME. No entanto, é possível saber quanto vai custar a parcela da fatura associada a cada posto. Informação disponibilizada pela Mobi.E em https://www.mobie.pt/assets/mobie/docs/comunicado_PCR_20181015.pdf. Há postos que cobram em função da energia consumida e outros que cobram em função do tempo de utilização.

Cálculo exemplificativo da UVE para pagamentos nos Postos de Carregamento Rápido

Cálculo exemplificativo da UVE para pagamentos nos Postos de Carregamento Rápido

Quanto vai custar o carregamento?
Como já foi explicado, há variações de acordo com o CEME e posto utilizados. A Associação de Utilizadores de Veículos Elétricos apresenta faturas exemplo, com os totais, aqui.
Pelas nossas contas, o custo para carregar 15 kWh, o consumo médio aos 100 km de um Nissan LEAF, por exemplo, pode custar entre pouco mais de €3 aos quase €10.

E descontos?
Há. E podem fazer toda a diferença porque algumas das ofertas já anunciadas são muito vantajosas. Tanto a EDP como a Galp têm descontos para clientes que utilizem estes operadores como fornecedores de energia em casa. Há, ainda, outras promoções cruzadas que podem ser importantes. Por exemplo, a EDP comercializa uma wallbox (carregador para instalar em casa) que dá direito a descontos para o consumo associado ao carregamento em casa.

Posso usar os carregadores rápidos da Tesla?
Apenas se tiver um Tesla. A rede de Superchargers (5 estações já disponíveis em Portugal, com 8 ou mais postos por estação) é de utilização exclusiva dos veículos da marca, apesar de usarem um tipo de ficha standard utilizada por muitos outros veículos elétricos (a ligação da Tesla é proprietária). Os postos da Tesla não fazem parte da rede Mobi.E.

  • 333