exameinformatica

Uma parceria VISÃO

Siga-nos nas redes

Perfil

MI - Mobilidade Inteligente

Kitty Hawk apresenta avião elétrico com autonomia para 160 quilómetros

A empresa, que é conhecida por criar carros voadores e por ser financiada por um dos cofundadores da Google, esteve a trabalhar neste novo projeto durante dois anos

  • 333

A Kitty Hawk apresentou um avião elétrico, para um único passageiro, capaz de voar durante 160 quilómetros e que emite cem vezes menos ruído do que um helicóptero. A aeronave Heavyside, como foi batizada, encaixa na chamada categoria dos VTOL, veículos capazes de executarem descolagens e aterragens verticais.

Com uma envergadura de asa de 16 metros e 10 rotores, é capaz de percorrer uma distância de 75 quilómetros em 15 minutos, o que é significativamente menos do que os 55 minutos que seriam necessários, em média, para fazer o mesmo trajeto de carro.

O tamanho reduzido da aeronave é outro elemento em destaque, pois significa que não será necessário um esforço tão grande na adaptação de infraestruturas para esta nova categoria de veículos. «Se construíres uma aeronave que pode aterrar em qualquer lado e depois dizes “espera, não a posso aterrar em qualquer lugar, preciso de um heliporto grande e preciso de construir infraestruturas”, estás a falhar o objetivo», comentou Vander Lind, um dos líderes de engenharia da Kitty Hawk, em declarações à publicação TechCrunch.

A Heavyside tanto pode ser pilotada de forma manual, como de forma autónoma. Tudo na aeronave, segundo a publicação norte-americana, foi pensado para facilitar o processo de utilização.

A aeronave está a ser testada nos EUA e por agora ainda tem de obedecer a regras restritas do regulador norte-americano do sector da aviação: o avião elétrico da Kitty Hawk só pode voar até uma distância que seja visível, sem recurso a equipamentos, pela equipa de engenheiros da tecnológica.

Os responsáveis da Kitty Hawk admitem que o veículo ainda precisa de melhorias, sobretudo ao nível do conforto: o único lugar para passageiro ainda é construído em fibra de carbono e pouco confortável.

Este é o terceiro grande projeto da Kitty Hawk, empresa que é financiada por Larry Page, cofundador da Google. Os outros dois projetos são o Flyer, um drone para transporte pessoal, e o Cora, um projeto para um táxi-voador que está a ser desenvolvido em conjunto com a Boeing.

  • 333