exameinformatica

Uma parceria EXPRESSO

Siga-nos nas redes

Perfil

Notícias

Maker Faire: para aceleras com boa pontaria

Na maior concentração de engenhocas do País, haverá ainda tempo e espaço para a adrenalina e o prego a fundo. Fullmetal Racer combina carros reais com armas e armaduras virtuais. E promete emoção.

  • 333

Frederico e Humberto Sobreira conhecem-se desde sempre - ou não fossem irmãos e não tivessem no cartão de vista um sem número de projetos e engenhocas mais ou menos ambiciosos (e também frustrados…) durante a adolescência e a infância. Agora, na idade adulta, os dois “makers” de Leiria conseguiram finalmente realizar o sonho de muitas crianças de outrora: o desenvolvimento de uma pista de automóveis controlados remotamente que, além de acelerarem rumo à meta, podem usar armas contra a concorrência. O projeto vai estar presente na Maker Faire.

As mentes mais suscetíveis podem julgar que Fullmetal Racer será um projeto violento – mas Frederico e Humberto logo tratam de dissipar mal-entendidos: as armas usadas pelos pequenos carros são virtuais… o que não impede os próprios veículos de disporem igualmente de armaduras, também virtuais, durante as demonstrações que são levadas a cabo na feira de “makers” organizada pelo Sapo.

Além das armas, os pequenos carros que farão as delícias dos visitantes da Maker Faire de 2015 contam ainda com sensores de telemetria e câmaras. O controlo de cada carro será feito através de uma estação com um volante, pedais para acelerar e travar, e ainda botões que previsivelmente poderão dar acesso a funcionalidades extra (eventualmente para usar a arma…).

Os concorrentes não deverão ver os carros diretamente enquanto correm – mas sim através das imagens captadas pela câmara de cada automóvel (trata-se de um jogo com first-person-view). Ao mesmo tempo que correm, os "pilotos" poderão saber o estado em que se encontram os respetivos veículos (os ataques dos rivais e as diferentes peripécias serão contabilizadas para a análise do estado virtual de cada máquina) e também dos concorrentes.

As pistas são modulares, e podem ser configuradas à medida de conveniências e exigências. Os mentores do Fullmetal Racer lembram ainda que os traçados deverão contar com bónus e extras virtuais que poderão ser usados para ativar diferentes armas e armaduras, ou recuperar danos (igualmente virtuais).

O Fullmetal Racer é um dos vários projetos que vão estar presentes no Maker Faire que se realiza entre 18 e 20 de setembro no Pavilhão do Conhecimento em Lisboa.

  • 333
  • Maker Faire: música ao cubo

    Ciência

    The Hypercubes é um projeto - e é também um instrumento que faz variar a música que produz consoante a ordem e a conexão de diferentes cubos. Para ver e ouvir na Maker Faire.

  • Maker Faire: Printoo, o kit flexível para os makers

    Mercados

    A Printoo desenvolveu uma plataforma baseada no Arduíno que permite aos Makers tornarem os seus projetos realidade. A Ynvisible, empresa portuguesa responsável pelo desenvolvimento da plataforma, vai estar presente na Maker Faire, um evento organizado pelo portal Sapo.