exameinformatica

Uma parceria VISÃO

Siga-nos nas redes

Perfil

Notícias

Amazon treina polícias para recolherem vídeos de câmaras sem ordem do tribunal

Foto: Stephen Brashear / Getty Images

Autoridades são aconselhadas a interagem com utilizadores nas redes sociais e a recomendarem produtos da marca Ring

  • 333

A Amazon, através da subsidiária de câmaras de vigilância Ring, está a treinar polícias nos EUA para que consigam ganhar acesso aos vídeos das câmaras de vigilância dos utilizadores sem que necessitem de uma ordem judicial. O treino tem como objetivo ensinar os agentes a persuadirem os utilizadores dos sistemas Ring para que entreguem as suas gravações de livre vontade.

As autoridades são ainda encorajadas a interagir com os utilizadores na aplicação da empresa para aumentar a taxa de conversão de pessoas que dão acesso às filmagens.

A Ring já confirmou as práticas reveladas pela publicação Motherboard. «A Ring oferece treinos e as melhores práticas para publicações e interações na aplicação Neighboors a todas as forças de segurança», disse a subsidiária da Amazon em resposta.

A Neighboors é a aplicação dos utilizadores Ring e funciona como uma comunidade que usa a videovigilância por motivos de segurança doméstica. Existe uma segunda plataforma, a Law Enforcement Neighborhood Portal, só acessível para polícias, e que mostra um mapa de todas as câmaras Ring ativas e que permite fazer os pedidos de acesso às imagens.

A Ring confirmou ainda que fornece modelos de perfis de utilizadores e materiais educacionais nos treinos prestados às autoridades para que as abordagens tenham um desfecho positivo.

Além do treino em si, a subsidiária da Amazon também estimula as autoridades a promoverem os produtos da empresa em páginas nas redes sociais, criando um círculo de influência – quantos mais utilizadores usarem a Ring, mais fontes de gravações a polícia vai ter.

A Motherboard tem registo de pelo menos duas unidades policiais que estão a receber treino da Amazon, mas o alcance pode ser muito maior: uma reportagem anterior da publicação Gizmodo diz que há perto de 220 unidades de segurança nos EUA a trabalhar diretamente com a Ring.

  • 333