exameinformatica

Uma parceria VISÃO

Siga-nos nas redes

Perfil

Notícias

Ford cria seis equipas de desportos eletrónicos

Imagem: Ford

Empresa quer aproveitar o interesse crescente nesta área de negócio e entretenimento, ao mesmo tempo que tira “dicas” para o desenvolvimento de produtos

  • 333

A Ford vai criar equipas de desportos eletrónicos em cinco países – França, Alemanha, Itália, Espanha e Reino Unido – e uma sexta, europeia, que vai reunir os melhores jogadores de cada uma das equipas nacionais. O anúncio, feito durante a Gamescom, um dos maiores eventos do mundo de videojogos, marca assim a entrada “oficial” da Ford no segmento dos esports.

Por agora, as equipas da marca norte-americana – todas têm o nome de Fordzilla – vão competir em torneios profissionais do jogo Forza Horizon 7. Mas em comunicado de imprensa, a empresa dá a entender que a participação das equipas vai alargar-se a mais títulos, sem especificar quais.

«A distinção entre mundo real e mundo virtual está a desaparecer. Os videojogos são uma parte da cultura dominante. Os melhores jogadores desafiam pilotos profissionais na vida real e muitas das atividades do nosso dia-a-dia são “gamificadas”, desde a utilização de aplicações de fitness até à recolha de pontos de fidelização para um café gratuito», comentou em nota de imprensa Amko Leenarts, diretor europeu de design da Ford.

A empresa adianta que quer explorar «sinergias» entre os videojogos e a mobilidade por forma a antecipar melhor as necessidades dos utilizadores no futuro, seja no quotidiano, seja em cenários de procura de adrenalina.

A empresa justifica ainda a aposta nos desportos eletrónicos por ser um mercado em crescimento, no volume de negócio e no número de espectadores: os esports vão gerar receitas de 1,1 mil milhões de dólares, o equivalente a 990 milhões de euros, já em 2019 e estima-se que 453 milhões de pessoas em todo o mundo vão assistir a pelo menos uma competição profissional de desportos eletrónicos.

  • 333