Primeiro hambúrguer de carne artificial fica pronto em outubro

Hugo Séneca
20/02/2012 16:48
Depois de mostrarem ao mundo o primeiro hambúrguer produzido a partir de células estaminais, os investigadores holandeses vão começar a trabalhar nos primeiros produtos comerciais

Um pequeno passo para o hambúrguer; um enorme passo para quem trabalha com células estaminais. Investigadores holandeses já estão a produzir carne artificial a partir de células estaminais.

O feito tem tanto de inovador como de polémico, oneroso e lento: as primeiras tiras de carne artificial exigiram mais de 250 mil euros de investimento, e precisam de oito meses de gestação até alcançarem as suas dimensões máximas. E por isso, só em outubro ficará pronto o primeiro hambúrguer produzido com este tipo de carne.

Na Universidade de Maastricht, Holanda, nenhum destes factos chega a desmobilizar a otimismo reinante: depois do provado o conceito, os investigadores holandeses querem avançar para o desenvolvimento dos primeiros produtos com carne artificial, que poderão ser encontrados, no futuro, nos supermercados.  De acordo com o The Telegraph, os investigadores podem produzir carne artificial de vaca, borrego, frango ou porco, recorrendo sempre a células estaminais.

Para produzirem as primeiras tiras de carne artificial, os investigadores juntaram, numa solução com nutrientes, plasma de fetos de bovinos e células estaminais, que se multiplicam 30 vezes, sob a forma de células do músculo dos animais dadores.

Com este processo, os investigadores holandeses acreditam produzir tiras de carne com um máximo de três centímetros de comprido, 1,5 centímetros de largura, e espessura de meio milímetro. Os investigadores estimam que serão necessárias 200 tiras de cerne artificial para produzir um hambúrguer.

Depois de uma primeira experiência com células estaminais de porco e plasma de fetos de cavalo, o investigador holandês conseguiu replicar o mesmo processo com células estaminais e plasma de vitela.

Apesar de ser possível extrair células estaminais sem matar os animais, o investigador holandês que lidera este projeto acredita que o processo desenvolvido na universidade de Maastricht vai continuar a implicar a morte dos dadores, por questões de eficiência. «Acredito que vai haver no mundo um número mínimo de animais dadores que vão sendo guardados, para que se possa continuar a extrair células estaminais», prevê Mark Post, investigador da universidade de Maastricht.

Além de, eventualmente, reduzir o número de animais mortos, a produção de carne artificial poderá dar resposta às crescentes necessidades de uma população crescente, bem como limitar o impacto que a criação de animais em larga escala pode ter no ecossistema.

ATENÇÃO:ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

Vídeos

Este tablet com Windows 8 vem com estilete "a bordo" para facilitar o desenho livre e as notas manuscritas.

Soundbars, ou barras de som, são colunas de som normalmente constituídas por vários altifalantes desenvolvidas para melhorar significativamente o som do televisor sem ocupar muito espaço e sem a complexidade de ligações de outros sistemas.

O sensor full frame de última geração, uma lente muito "luminosa" e um vasto leque de opções manuais tornam esta Sony RX1 a melhor máquina fotográfica do mercado.

Análise ao Samsung Galaxy Tab 3 Kids, um tablet desenhado para as crianças

No mercado podemos encontrar muitos tablets diferentes, mas qual devemos escolher? Neste vídeo explicamos como deve iniciar o processo de seleção do tablet apropriado.

A Não perder

Testamos em exclusivo o muito esperado Galaxy S5 e juntamos 25 smartphones Android com preços para todas as carteiras. Para além disso, fomos a duas das mais feiras de tecnologia no mundo e contamos tudo. A não perder os mais recentes ultraportáteis da Toshiba e da Asus e uma gráfica Geforce que dá bons gráficos a baixo preço. 

EI Tv

Programa especial dedicado a câmaras de ação alternativas às famosas GoPro.  

Em destaque neste programa: Samsung Galaxy S5 em análise e a chegada do Ultra HD a Portugal

Em destaque neste programa: a app portuguesa LokLok, que usa o ecrã de bloqueio dos smartphones para comunicar e a análise ao novo Skoda Yeti.

 

As equipas de segurança dos bancos estão atentas. Depois da notícia que a Exame Informática fez no dia 11 de abril sobre a insegurança das ligações, vários sites melhoraram a forma como comunicam com os clientes.

X

Sabia que o seu Internet Explorer está desatualizado?

Para usufruir da melhor experiência de navegação na nossa página web recomendamos que atualize para uma nova versão. Por favor faça a atualização aqui .