Patentes: Nokia estuda tatuagens que vibram, para sabermos quando nos telefonam

20/03/2012 14:06

Algumas patentes são estranhas à primeira vista. A da Nokia, sobre tatuagens magnéticas que vibram ao sabor das chamadas, pertence a esta categoria.

Nokia.jpeg

Segundo o UnwiredView, a Nokia pretende levar o feedback háptico até ao corpo do utilizador, através de tatuagens que empregam tintas ferromagnéticas e que vibram ao sabor dos comandos do telefone.

A tecnologia háptica é aquela que, por exemplo, faz o telefone vibrar quando tocamos no ecrã. Agora, e segundo a patente da Nokia, a empresa pretende levar este tipo de feedback para o próprio corpo do utilizador.

Segundo a patente, a Nokia propõe “um material passível de ser colado à pele, capaz de detetar um campo magnético e transmitir um estímulo perceptível à pele, onde o estímulo perceptível se ligue ao campo magnético”.

Por outras palavras, o que a Nokia pretende é criar dispositivos ou tatuagens que vibrem ao sabor dos campos magnéticos, no corpo do utilizador.

Segundo o The Wall Street Journal, a ideia da Nokia é que, da mesma forma que temos diferentes toques para diferentes contactos, no futuro os telefones possam emitir campos magnéticos diversos consoante o contacto que nos está a ligar, ou para indicar que a bateria está fraca, ou que recebemos uma SMS, por exemplo.

Comentários

ATENÇÃO: ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

Vídeos

Exame Informática, 252, junho

Em Portugal há sistemas de abastecimento de água e de gás que têm graves falhas de segurança. Até centrais elétricas podem cair nas mãos dos hackers. Investigámos e contamos tudo. Como sempre, testámos muitos dispositivos e falámos com o português que participou em 10 missões espaciais. Mas há muito mais para conhecer nesta edição.

EI Tv