Patentes: Nokia estuda tatuagens que vibram, para sabermos quando nos telefonam

Márcio Florindo
20/03/2012 14:06

Algumas patentes são estranhas à primeira vista. A da Nokia, sobre tatuagens magnéticas que vibram ao sabor das chamadas, pertence a esta categoria.

Segundo o UnwiredView, a Nokia pretende levar o feedback háptico até ao corpo do utilizador, através de tatuagens que empregam tintas ferromagnéticas e que vibram ao sabor dos comandos do telefone.

A tecnologia háptica é aquela que, por exemplo, faz o telefone vibrar quando tocamos no ecrã. Agora, e segundo a patente da Nokia, a empresa pretende levar este tipo de feedback para o próprio corpo do utilizador.

Segundo a patente, a Nokia propõe “um material passível de ser colado à pele, capaz de detetar um campo magnético e transmitir um estímulo perceptível à pele, onde o estímulo perceptível se ligue ao campo magnético”.

Por outras palavras, o que a Nokia pretende é criar dispositivos ou tatuagens que vibrem ao sabor dos campos magnéticos, no corpo do utilizador.

Segundo o The Wall Street Journal, a ideia da Nokia é que, da mesma forma que temos diferentes toques para diferentes contactos, no futuro os telefones possam emitir campos magnéticos diversos consoante o contacto que nos está a ligar, ou para indicar que a bateria está fraca, ou que recebemos uma SMS, por exemplo.

ATENÇÃO:ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

Vídeos

Em destaque neste programa: reportagem sobre os Micro Dinos da Science4You e uma análise ao TomTom Multisport Cardio. Veja ainda uma dica sobre apps para tirar mais partido de redes sociais.

Experimentamos o sistema LiveOn TV da Vodafone, um serviço de partilha de vídeo em tempo real de um smartphone ou tablet para a televisão da sala.

Testamos o sistema Garmin Vivofit, uma pulseira pequena, leve e confortável e com um ecrã que fica ligado até um ano. 

Fomos correr com o TomTom Multi-Sport Cardio e gostamos do sensor que mede as pulsações cardíacas através da emissão de um feixe de luz que atravessa a pele.  

Estivemos no Intel Developer Forum e mostramos os planos para termos computadores livres de cabos: conhecemos o WiDi e o Wireless Power para ligar portáteis e tablets a ecrãs e carregar baterias sem fios. 

A Não perder

Os smartwatches chegaram em força! Mas para que servem e quais são os que mercem lugar no nosso pulso? As respostas nesta edição.

EI Tv

Em destaque neste programa: reportagem sobre os Micro Dinos da Science4You e uma análise ao TomTom Multisport Cardio. Veja ainda uma dica sobre apps para tirar mais partido de redes sociais.

Em destaque neste programa: reportagem sobre o SkyOrbiter, um satélite atmosférico feito em Portugal e outra com a Intel nos EUA. Testamos ainda o Asus ZenBook NX500.

Em destaque neste programa: reportagem sobre o drone Ar4 da Tekever e análises ao BQ Aquaris E5 FHD, ao smartwatch Mykronoz da ZeSplash e ao Huawei Ascend Mate 7.

 

No Japão, um homem foi condenado a dois anos de prisão por ter impresso em 3D seis revólveres.

X

Sabia que o seu Internet Explorer está desatualizado?

Para usufruir da melhor experiência de navegação na nossa página web recomendamos que atualize para uma nova versão. Por favor faça a atualização aqui .