exameinformatica

Uma parceria EXPRESSO

Siga-nos nas redes

Perfil

Ciência

Ultrassons podem ajudar a combater Alzheimer

Cientistas da Universidade de Queensland, Austrália, anunciaram um possível tratamento para Alzheimer, que passa por enviar ultrassons para o cérebro. Esta doença caracteriza-se por perdas de memória, afeta milhões de doentes em todo o mundo e os investigadores não parecem estar perto de uma cura final. 

  • 333
Neurónios de rato para controlar robô

Neurónios de rato para controlar robô

A experiência passou por bombardear o cérebro de ratos cobaia com ultrassons. Em 75% destes casos, registou-se um decréscimo nos conjuntos de placa amiloide beta, responsável pela progressão de Alzheimer. 
A placa amiloide é responsável por bloquear as comunicações entre células e o ultrassom intervem estimulando as células responsáveis por combater elementos indesejados no cérebro. 
A próxima fase dos testes vai passar por experimentar o método em ovelhas, antes de passar para os testes em humanos.