exameinformatica

Uma parceria EXPRESSO

Siga-nos nas redes

Perfil

Ciência

Nanossensor ótico consegue detetar comida estragada e explosivos

Investigadores da Universidade do Oregon, nos EUA, desenvolveram tecnologia para criarem um sensor híbrido, que consegue detetar comida estragada e explosivos. 

  • 333

A vantagem desta tecnologia é que permite desenvolver sensores portáteis e de uma forma barata. O sensor é composto por tecnologia ótica e uma película superfina, à nanoescala, de metal e orgânica que absorve os gases e aumenta a assinatura química destes, de forma a identificar potenciais perigos, explica o Engadget.

Este nanossensor ajuda a localizar dióxido de carbono, o que poderá ser uma ajuda para quem quer combater os gases de estufa, mas pode também ser usado para detetar gases de outros “espetros”. A tecnologia vai agora ser patenteada e os primeiros aparelhos de utilização comercial ainda devem demorar a chegar aos mercados. As primeiras aplicações podem passar pela instalação em aeroportos para detetar explosivos, dando uma folga aos cães usados atualmente.

  • 333