exameinformatica

Uma parceria EXPRESSO

Siga-nos nas redes

Perfil

Ciência

Inesc Tec e EFACEC apresentam contadores de eletricidade inteligentes

Um contador da “luz” que comunica dados e recebe instruções através de redes sem fios? Sim, existe. E dentro de dois anos ou três anos poderá chegar às casas dos portugueses.

  • 333

O Inesc Tec e a EFACEC estão a concluir um projeto de desenvolvimento de contadores de eletricidade que estão aptos a comunicar dados através de redes sem fios e permitem que o distribuidor que gere a rede elétrica leve a cabo uma monitorização remota. A EFACEC admite que estes contadores possam começar a ser testados nas casas dos portugueses dentro de dois ou três anos.

De acordo com as diretivas da Comissão Europeia, o uso de contadores de eletricidade com capacidade de comunicação deverá tornar-se a norma dominante a partir de 2020. Para empresas como a Efacec, a diretiva representa uma oportunidade de negócio. Atualmente, a empresa especializada em dispositivos de eletrónica e eletricidade está em fase de certificação de uma solução que permite estabelecer a comunicação com vários contadores de a partir de PLC (de Power Line Communication), que recorre à própria rede elétrica para enviar dados. 

Com o projeto MTGrid (de Multi Technology Communication Infrastructure for the Smart Grid), a Efacec recorreu aos préstimos do Inesc Tec para desenvolver uma solução alternativa ao PLC. 

«O PLC permite comunicações com um alcance de algumas centenas de metros, mas as de redes sem fios que estamos a usar podem comunicar a mais de um milhar de metros de distância. Além disso, o PLC tende a perder largura de banda caso haja ruído na infraestrutura. Em contrapartida, as redes sem fios que estamos a testar são mais resilientes», explica António Carrapatoso, diretor de Inovação e Desenvolvimento da Unidade de Automação e Energia, quando questionado pela Exame Informática.

Os contadores inteligentes criados pela Efacec e pelo Inesc Tec distinguem-se pela inclusão de antenas que estabelecem comunicações sem fios através da norma 802.15.4. «É uma tecnologia que permite comunicações bidirecionais, que tanto podem ser usadas para obter informação dos contadores como para descarregar ficheiros para esses mesmos contadores. Com esta tecnologia, os contadores passam a funcionar como repetidores. O que permite que um contador mais isolado, que não dispõe de acesso direto à rede do distribuidor de eletricidade, comunique com o contador do vizinho, que tratará de reenviar a informação para o operador», explica Manuel Ricardo, coordenador do Centro de Telecomunicações e Multimédia do Inesc Tec.

O projeto, que foi apoiado pelo QREN, distingue-se ainda pelo facto de recorrer a soluções de baixo custo. «A rede tem como requisitos, por exemplo, a interligação de centenas de contadores, capacidade de operação em ambientes diversos e integração com as soluções do fabricante. Espera-se que esta tecnologia aumente a capacidade competitiva da EFACEC nos mercados nacional e internacional», explica Manuel Ricardo.

  • 333