exameinformatica

Uma parceria EXPRESSO

Siga-nos nas redes

Perfil

Ciência

Implante cerebral adivinha as decisões dos humanos

Investigadores do Hassnor Plattner Institute, na Alemanha, estão a criar um implante cerebral capaz de interpretar as intenções dos humanos e adivinhar as decisões antes de estas serem tomadas. 

  • 333

Este implante já ajudou um homem paralisado do pescoço para baixo a controlar um braço robótico com bastante fluidez. No entanto, o potencial deste chip ainda é imenso: imagine um mundo em que lhe apetece um chá e, por ter este implante, o chip adivinha a sua intenção e envia um comando para o fogão começar a aquecer a chaleira. Tudo isto pode acontecer, sem que o utilizador tenha ainda tomado a decisão de ir preparar o chá.

O primeiro paciente a ter este implante foi Eirk Sorto, que recebeu dois pequenos elétrodos no cérebro e que gravavam a atividade de centenas de neurónios individuais. 

A informação sobre os neurónios era depois cruzada com as intenções de Sorto e servia para controlar um braço robótico. A inovação permite a Sorto, paralisado do pescoço para baixo, controlar o tal braço, definir a trajetória e velocidade do movimento, jogar pedra, papel tesoura e muito mais, explica a New Scientist.

Agora, a investigação vai recair sobre a possibilidade de alargar o estudo da informação neuronal para a estender para outros tipos de decisões, uma vez que até agora serviu apenas para os movimentos do braço. 

Tudo leva a crer que os investigadores sejam capazes de prever as decisões dos utilizadores humanos. Eventualmente, uma pessoa que esteja totalmente imobilizada, mas com um chip destes, pode pensar em tomar um café e um robô recebe esse pedido, começando a preparar a bebida.

 

  • 333