exameinformatica

Uma parceria EXPRESSO

Siga-nos nas redes

Perfil

Ciência

Universidade de Aveiro mostra como se faz um chão inteligente

Investigadores da Universidade de Aveiro desenvolveram um protótipo de chão inteligente que permite localizar pessoas e objetos com «precisões de alguns centímentros».

  • 333

Ladrilhos e RFID. Os investigadores da Universidade de Aveiro não precisaram de muito mais para criar um chão que além de inteligente permite localizar objetos, animais ou pessoas que tenham um leitor de chips RFID. Na Universidade de Aveiro acabam de ser anunciado os mais recentes avanços neste projeto que pode abrir caminho a uma nova geração de aplicações de localização e navegação em recintos fechados, que também pode revelar-se útil para a orientação de cegos, que tenham bengalas capazes de se conectar aos chips integrados no chão.

O protótipo de chão inteligente foi desenvolvido por Ricardo Gonçalves durante uma tese de mestrado. Em comunicado, Nuno Borges de Carvalho, investigador do Instituto de Telecomunicações (IT) que orientou a tese de doutoramento, recorda que a precisão deste sistema de localização pode fazer a diferença em futuras implementações: «O pavimento fica apto a comunicar com um dispositivo que reencaminha os dados através de comunicações de rádio para um computador ou telemóvel o que pode ser especialmente útil para serviços de localização de pessoas e objetos com a precisão de alguns centímetros», Nuno Borges de Carvalho no comunicado da Universidade de Aveiro. 

A Exame Informática já fez uma reportagem sobre este chão inteligente. No vídeo que se encontra integrado nesta página pode ver a reportagem que passou no programa Exame Informática TV.

  • 333