exameinformatica

Uma parceria EXPRESSO

Siga-nos nas redes

Perfil

Ciência

Um dia, haverá máquinas a escrever romances... e já não falta muito

Investigadores do Georgia Institute of Technology estão a criar um programa de inteligência artificial capaz de escrever uma história de ficção científica onde o leitor escolhe o seu próprio caminho.

  • 333

O objetivo destes cientistas é criar um programa que consiga escrever livros sozinho. Para começar, o Scheherazade-IF, da Interactive Fiction, vai ler histórias escritas por humanos e apreender a sua estrutura narrativa. Num passo seguinte, a inteligência artificial é capaz de criar uma ficção interativa que os leitores humanos considerem coerente e interessante, noticia o Gizmodo.

Apesar de o programa não conseguir interpretar as histórias propriamente ditas, consegue apreender que existem sequências lógicas, como por exemplo, comer pipocas durante o cinema.

Numa primeira fase, o Scheherazade vai criar histórias onde o leitor pode escolher o seu próprio caminho. Os testes feitos esta semana na conferência Foundations of Digital Games revelam que os leitores consideraram uma das histórias escritas pela inteligência artificial como sendo tão boa quanto outra escrita por um humano. Esta história falava de um roubo de um banco. Noutro teste, um livro sobre uma ida ao cinema, o bot esteve 17% abaixo do escritor humano.

O objetivo dos investigadores é fazer com que o Scheherazade aprenda estruturas de frases cada vez mais complexas e que consiga criar histórias mais realistas.

  • 333