exameinformatica

Uma parceria EXPRESSO

Siga-nos nas redes

Perfil

Ciência

MIT transforma ressonância magnética ao coração em modelo impresso em 3D

Investigadores conseguiram desenvolver um processo que transforma uma ressonância magnética ao coração num modelo físico do órgão impresso em 3D. Isto permitirá aos cirurgiões fazer um pré-exame e reduzir o tempo das operações.

  • 333

Cientistas do MIT trabalharam em conjunto com cirurgiões do Boston Children's Hospital no desenvolvimento de um sistema que transforma o resultado da ressonância magnética ao coração de um paciente num modelo físico impresso em 3D.

O objetivo é permitir aos médicos que tenham uma noção mais aprofundada do órgão em que estão a trabalhar, revela o Tech Radar. Ou seja, os cirurgiões conseguirão reduzir o tempo das operações, já que passarão menos tempo a examinar o coração durante a cirurgia.

Para tornar possível esta inovação, os investigadores do MIT construíram um novo algoritmo que consegue prever os locais onde é suposto encontrar-se um ventrículo ou uma aorta. Além disso, é utilizado um processo de segmentação, que demora uma hora e a que se juntam mais duas horas para a impressão em 3D propriamente dita.

  • 333