exameinformatica

Uma parceria EXPRESSO

Siga-nos nas redes

Perfil

Ciência

Novo método de deteção do HIV em minutos

Uma nova nanomáquina de ADN permite detetar a presença de infeção por HIV numa questão de minutos, Os métodos atuais demoram algumas horas a obter o mesmo resultado.

  • 333

A nanomáquina é desenhada com base em ADN para reconhecer e se fixar a um anticorpo específico em amostras de sangue. Quando estas máquinas se juntam ao anticorpo produzem uma espécie de explosão de luz, indicando a presença da infeção. Este método permite detetar o HIV em amostas em apenas cinco minutos, explica o Engadget, acelerando um processo que atualmente demora algumas horas e permitindo uma intervenção mais rápida por parte dos médicos.

Esta nanomáquina pode ser sintetizada de forma a detetar várias outras doenças e traz vantagens significativas sobre os métodos já existentes. O método pode vir a ser alterado para permitir que a explosão de luz seja substituída por outra reação que possa ser detetada com um smartphone, por exemplo.

«A nossa plataforma modular traz vantagens significativas sobre os métodos já existentes de deteção de anticorpor. É rápido, não requer reagentes químicos e pode ser útil numa série de diferentes aplicações de diagnóstico e de imagiologia», afirma o professor Vallée-Bélisle, co-autor do estudo.

  • 333