exameinformatica

Uma parceria EXPRESSO

Siga-nos nas redes

Perfil

Ciência

Humanos dormem muito menos do que os macacos

Um estudo da Duke University concluiu que os humanos dormem, em média, sete horas por noite, menos de metade do que alguns primatas como os lémures.

  • 333
«O discurso já terminou?»

«O discurso já terminou?»

Há até “primos” próximos que passam 17 horas do seu dia a dormir. Talvez essa seja uma das explicações para que a Humanidade tenha evoluído tanto e os macacos não: passamos muito tempo acordados. O estudo da Duke University revela ainda que os homens passam 25% do seu sono na fase REM, de random eye movement, geralmente associado com os sonhos e que os primatas apenas passam 5% em sono REM.

O menor número de horas de sono foi conseguido gradualmente, quando passamos das árvores para o chão, existiram provavelmente três processos seletivos de pressão para nos manter acordados, como é o caso de um aumento do risco de encontrarmos predadores, ameaças decorrentes do conflito intergrupal e benefícios de uma maior interação com o grupo, noticia o Gizmodo.

Se os nossos antepassados passassem o tempo a comer frutas e vegetais e a dormir, é bastante possível que não estivesse a ler esta notícia, neste momento, no computador, telemóvel ou tablet.