exameinformatica

Uma parceria EXPRESSO

Siga-nos nas redes

Perfil

Ciência

Supercomputador mais rápido do mundo usa processadores chineses

Um novo supercomputador chinês conquistou o título do mais rápido do mundo. E tem uma característica muito especial: utiliza processadores chineses.

  • 333

Sunway TaihuLight é o novo líder do Top500, a conhecida lista que apresenta periodicamente os computadores mais poderosos do mundo. A China já tinha conquistado o primeiro lugar na anterior edição desta lista com o Tianhe-2. Mas a conquista do Sunway TaihuLight é especialmente importante porque enquanto o Tianhe-2 usava processadores da norte-americana Intel, o novo líder da supercomputação usa chips desenvolvidos e produzidos na China. Aliás, a aposta em “prata da casa” pode ter ficado a dever-se à proibição de venda de processadores de alto desempenho à China. Uma decisão do governo norte-americano em abril de 2015, que impediu a atualização planeada para o Tianhe-2 no ano passado.

A diferença de desempenho é assinalável: o Sunway TaihuLight quase que triplica o desempenho do Tianhe-2, que, ainda assim, consegue o segundo lugar. Aliás, mesmo está máquina consegue o dobro do desempenho máximo do terceiro, que é também o primeiro sistema norte-americano da lista: o Titan.

O TaihuLight é constituído por 41 mil processadores, cada um com 260 núcleos de processamento, o que resulta em mais de 10 milhões de unidades de processamento. Por comparação, o primeiro sistema americano recorre a 560 mil unidades de processamento.

A evolução da supercomputação na China tem sido exponencial. Como lembra o The Verge, a lista Top500 não apresentava qualquer sistema chinês em 2001. Na lista apresentada hoje, 167 das 500 máquinas são chineses. Mais duas que os Estados Unidos.

A lista completa pode ser encontrada em www.top500.org.

  • 333