exameinformatica

Uma parceria EXPRESSO

Siga-nos nas redes

Perfil

Ciência

Juno mandou primeira imagem de Júpiter. Mas o melhor está ainda para vir

A primeira imagem captada na "luz visível" pela JunoCam já começou a ser divulgada pela NASA. A imagem permite ver também Io, Europa, Ganímedes

  • 333

Hugo Séneca

A Agência Espacial dos EUA (NASA) confirmou que ainda vai ser necessário esperar até ao final de agosto até que cheguem à Terra as primeiras imagens de elevada resolução captadas pela sonda Juno captou depois entrar em órbita em torno de Júpiter, a 4 de julho. Até lá, os aficionados da exploração espacial terão de satisfazer a curiosidade com uma primeira imagem de resolução inferior, que foi captada pela JunoCam na denominada “luz visível”.

No site da NASA, Scott Bolton, investigador principal do Instituto de Investigação do Sudoeste, em San Antonio, compara a foto agora publicada a uma prova de vida: «Esta imagem da JunoCam confirma que sobreviveu à passagem através de um ambiente de radiação extrema sem sofrer qualquer degradação». O investigador confirma que a imagem apenas serve de aperitivo para o que se pode seguir: «Mal podemos esperar para receber as primeiras imagens dos polos de Júpiter», acrescenta o investigador norte-americano.

A foto agora publicada foi captada no dia 10 de julho, às 6h30 de Lisboa. No momento da captação da imagem, a sonda Juno encontrava-se a 4,3 milhões de quilómetros daquele que é o maior planeta do sistema solar. Além de Júpiter também é possível ver as luas Io, Europa e Ganímedes. No dia 27 de agosto, a JunoCam, deverá enviar imagens em elevada resolução.

Apesar de poder ser usada para o estudo científico, a JunoCam não tem “estatuto” de instrumento científico, e foi incorporada na sonda tendo como principal objetivo a divulgação e o envolvimento da população.

  • 333