exameinformatica

Uma parceria EXPRESSO

Siga-nos nas redes

Perfil

Ciência

Japão testa drones para polinizar plantas

Investigadores no Japão criaram drones do tamanho de insetos e que são capazes de ajudar ou substituir as abelhas no trabalho de polinizar plantas.

  • 333

Exame Infomática

Com a extinção a que temos assistido nas populações de abelhas e com as consequências desastrosas para a agricultura e a economia, a solução pode passar pela tecnologia. Eijiro Miyako, um investigador do Japão, explica que construiu um polinizador artificial: um drone com pelo animal e um gel que agarra o pólen de uma planta para depois o largar noutra. O drone mede cerca de quatro centímetros por quatro e é controlado remotamente. Em testes de laboratório, o aparelho conseguiu recolher o pólen de uma planta e deixou-o noutra, mais distante, noticia o The Verge.

Esta não é a primeira iniciativa do género: em 2013, investigadores de Harvard criaram a RoboBee que usava eletricidade estática para a polinização. A solução de Miyako parece ter mais potencial e o investigador descreve um futuro onde os drones são equipados com Inteligência Artificial, GPS e câmaras de elevada resolução para serem mais autónomos na carga e transporte do pólen.

O cientista pretende agora testar a solução em campo, para verificar se poderá ser aplicada no mundo real, fora dos laboratórios.

  • 333