exameinformatica

Uma parceria EXPRESSO

Siga-nos nas redes

Perfil

Ciência

IBM conseguiu registar dados num átomo

A IBM deu um passo importante no sentdio de miniaturizar a computação e anunciou que conseguiu inserir dados num único átomo.

  • 333

Exame Informática

Com a descoberta da IBM Research é possível, por exemplo, encaixar 26 milhões de músicas num equipamento como um smartwatch. O armazenamento de informação a nível atómico pode mudar radicalmente o cenário atual de computação, permitindo, por exemplo, que um smartwatch ou um anel possam transportar toda a informação pessoal do utilizador. Recorde-se que os grandes volumes de dados são importantes para a inteligência artificial, pelo que será necessário reduzir o espaço que é preciso para guardar informação.

O investigador da IBM Chris Lutz explica que o armazenamento à escala atómica ainda deve estar a décadas de poder ser comecializado. Nesta fase, a equipa está a obter apenas os primeiros resultados e ainda falta desenvolver os processos de fabrico sustentáveis e que os átomos permitam guardar dados durante longos períodos de tempo.

A evolução deve passar também pela Resistive Random-Access Memory, ou ReRAM, que permite guardar dados de uma forma mais densa ou armazenar informação mesmo em células de DNA.