exameinformatica

Uma parceria EXPRESSO

Siga-nos nas redes

Perfil

Ciência

Instituto de Astrofísica: vento meridional de Vénus detetado pela primeira vez

Pedro Machado, investigador do IACE, liderou um estudo que poderá ser determinante para perceber a super-rotação de Vénus

  • 333

Uma equipa de investigadores liderada por Pedro Machado, do Instituto de Astrofísica e Ciências do Espaço (IACE), acaba de anunciar a deteção de um vento meridional nos dois hemisférios de Vénus. A revelação, inédita até à data, pode abrir caminho para uma nova explicação científica da super-rotação da atmosfera do planeta vizinho. O estudo levado a cabo pelos astrónomos foi publicado hoje na revista científica Icarus.

Pedro Machado, do IACE, liderou uma equipa de astrónomos que divulgou novos dados que podem ajudar a compreender o fenómeno de super-rotação da atmosfera de Vénus

Pedro Machado, do IACE, liderou uma equipa de astrónomos que divulgou novos dados que podem ajudar a compreender o fenómeno de super-rotação da atmosfera de Vénus

«Através do estudo da radiação solar refletida no topo das nuvens de Vénus, Pedro Machado e a sua equipa identificaram, em ambos os hemisférios, uma componente de vento perpendicular ao equador, concordante com a circulação atmosférica característica de uma célula de Hadley3 e com uma velocidade média de 81 km/h», explica o IACE, em comunicado.

Aquisição sequencial de espectros do lado diurno de Vénus, que foi obtida pelo Telescópio Canada-France-Hawaii a 19 de abril de 2014

Aquisição sequencial de espectros do lado diurno de Vénus, que foi obtida pelo Telescópio Canada-France-Hawaii a 19 de abril de 2014

Pedro Machado

Com base em observações coordenadas da Venus Express, do telescópio Canada-France-Hawaii (CFHT) e do espetrógrafo de alta resolução ESPaDOnS, os astrónomos procederam à análise das variações do vento paralelo ao equador e vento zonal, ao longo do tempo, em várias localizações de Vénus.

O estudo estendeu-se ainda aos primeiros registos de vento meridional – que acaba de ser agora divulgado. Os próximos episódios deste estudo poderão passar pela identificação do «ramo do vento meridional a menor altitude em que o ar regressa ao equador», refere o comunicado do IACE.

Valores médios da componente de vento meridional ao longo do meridiano que foram registados pela equipa liderada por Pedro Machado entre 16 e 19 de abril de 2014

Valores médios da componente de vento meridional ao longo do meridiano que foram registados pela equipa liderada por Pedro Machado entre 16 e 19 de abril de 2014

Pedro Machado

Pedro Machado lembra que é um "mistério" da astronomia que pode ter ficado encerrado com a deteção dos ventos meridionais nos dois hemisférios de Vénus – até porque tanto as observações levadas a cabo a partir do solo ou pela sonda Venus Express nunca permitiram dissipar todas as dúvidas: «esta deteção é crucial para entender o transporte de energia entre a zona equatorial e as altas latitudes, trazendo luz a um fenómeno que há décadas permanece inexplicado e que é a super-rotação da atmosfera de Vénus».

Imagem do telescópio Canada-France-Hawaii

Imagem do telescópio Canada-France-Hawaii

  • 333