exameinformatica

Uma parceria EXPRESSO

Siga-nos nas redes

Perfil

Ciência

SpaceX quer enviar não uma, mas duas sondas Dragon para Marte em 2020

A empresa liderada por Elon Musk quer aumentar as probabilidades de sucesso e está a planear enviar não uma, mas duas cápsulas Dragon para Marte daqui a três anos.

  • 333

Exame Informática

Elon Musk gosta do esforço da NASA em explorar Marte e tem mesmo planos para colonizar o planeta “vermelho”. O primeiro passo para esse objetivo passa pela missão estimada para 2020, quando a empresa deve lançar duas cápsulas Dragon para Marte. Um porta-voz da NASA explicou que a janela de lançamento abre a cada 26 meses, quando a Terra e Marte estão alinhados favoravelmente. «A cada 26 meses, a auto-estrada para Marte abre-se e desta vez vai estar cheia. Começamos essa janela de oportunidade com um lançamento Red Dragon da SpaceX. No fim da janela, há novo lançamento Red Dragon. Esses já foram anunciados pela SpaceX». Apesar de a empresa de Musk não ter confirmado estes planos oficialmente, várias fontes da indústria ouvidas pelo ArsTechnica confirmam esta intenção.

A estratégia da empresa privada deve passar por aprender com eventuais erros no primeiro lançamento e aumentar as hipóteses de sucesso com o segundo. As cápsulas Dragon são muito mais pesadas do que as sondas Opportunity e Spirit lançadas pela NASA. As Dragon vão entrar na atmosfera de Marte a pesar oito toneladas e irão “queimar” duas toneladas em combustível para permitir uma aterragem sem problemas. A Curiosity pesou 3,6 toneladas antes de entrar na atmosfera e perdeu peso até chegar aos 900 quilos quando tocou a superfície.

A missão da SpaceX deve levar material científico da NASA e a empresa deve ainda pedir a universidades que contribuam também com ideias sobre o que poderá ser útil para explorar Marte.