exameinformatica

Uma parceria EXPRESSO

Siga-nos nas redes

Perfil

Ciência

Smartphone reduz a nossa capacidade cognitiva

Um grupo de investigadores descobriu que ter o telemóvel por perto reduz, significativamente, a nossa capacidade cognitiva. O cérebro está, nesses momentos, a gastar recursos a combater a tentação de segurar no dispositivo.

  • 333

Ruben Nascimento Oliveira

Aparentemente o simples fato de termos o smartphone por perto reduz significativamente as nossas capacidades cognitivas. É o que diz um estudo realizado pela McCombs School of Business, que pertence à Universidade do Texas.

Os investigadores avaliaram 800 utilizadores recorrendo a um conjunto de testes realizados por computador com foco na «capacidade do cérebro reter e processar informação». Nestes desafios era necessária a atenção total do utilizador para que os testes fossem concretizados com sucesso, relata a Cnet. Antes de iniciar a avaliação, foi pedido aos participantes que ativassem o modo silencioso do dispositivo e que escolhessem entre deixar o telemóvel em cima da mesa, mas com o ecrã virado para baixo, no bolso ou então noutra divisão.

No final dos testes, foi possível concluir que aqueles que escolheram colocar o smartphone noutra divisão «superaram significativamente» os que preferiram manter o telemóvel perto de si. Foi também registado um desempenho ligeiramente melhor por parte dos que deixaram o dispositivo em cima da mesa quando comparados com os que o guardaram no bolso.

A explicação dada pelos cientistas é a de que ter o telemóvel dentro do campo de visão ou ao alcance, reduz a nossa capacidade de concentração, pois o cérebro tem que gastar recursos de uma forma ativa para impedir a tentação de agarrar o dispositivo.

«A mente consciente não está a pensar no smartphone, mas o processo de impedir que se pense em alguma coisa, usa alguns dos recursos cognitivos» disse Adrian Ward, o investigador que liderou o estudo.