exameinformatica

Uma parceria EXPRESSO

Siga-nos nas redes

Perfil

Ciência

Células estaminais podem curar diabetes tipo-1

Investigadores da Viacyte estão a trabalhar num método que liberta insulina no corpo à medida que esta é necessária, com recurso a células estaminais. Esta pode ser uma cura funcional para a diabetes de tipo-1

  • 333

Exame Informática

A Viacyte é uma empresa especializada em medicina regenerativa e está a desenvolver uma cura funcional para os doentes de diabetes tipo-1 (insulinodependentes). A inovação está na utilização de células estaminais que se desenvolvem no organismo, através de um implante chamado PEC-Direct. Este poderá ser o fator que marca a diferença face a outras tentativas anteriores falhadas de utilização de células estaminais para o tratamento da doença.

Os diabéticos de tipo-1 produzem pouca ou nenhuma insulina pancreática, essencial para o processamento dos açúcares. Nesta fase, os investigadores já completaram com sucesso uma ronda de testes onde implantaram as células estaminais no organismo e desenvolveram-nas até formarem células responsáveis pela produção de insulina.

O objetivo não é curar a diabetes com esta solução, mas sim oferecer uma "cura funcional", como explica Paul Laikind, CEO e presidente da Viacyte. Este método não permite corrigir o que terá causado a diabetes em primeiro lugar e requer que o paciente tome imunosupressores para que o organismo não rejeite as células estaminais.

O próximo passo para esta equipa é testar o método em pacientes e sabe-se que a Viacyte já avançou com o implante dos PEC-Direct em dois voluntários.

  • 333