exameinformatica

Uma parceria EXPRESSO

Siga-nos nas redes

Perfil

Ciência

O fim da sonda Cassini está marcado para sexta-feira. Algures em Saturno

Depois de 13 anos de exploração, a sonda Cassini vai desligar-se definitivamente esta sexta-feira. A Cassini irá desintegrar-se na atmosfera de Saturno e não há planos para voltar a este planeta nos próximos tempos.

  • 333

Exame Informática

O fim da Cassini já tinha sido decidido há alguns meses e espera-se por sexta-feira para a última transmissão de sinal de rádio e depois nada mais. A sonda foi enviada há quase 20 anos e, na altura, previa-se que iria funcionar apenas durante quatro anos. No entanto, a missão foi recebendo vários prolongamentos e acabou por estar quase 13 anos à volta de Saturno.

«A Cassini fez observações que não estavam pensadas quando a missão foi projetada. É certo que produziu mais ciência do que qualquer pessoa esperava», refere Jonathan Lunine, diretor do Cornell Center for Astrophysics and Planetary Sciece e que colaborou na missão Cassini.

A comunidade de ciência espacial não deixa de lamentar o fim, mas por outro lado são várias as vozes que se levantam a revelar como é que a sonda Cassini e as imagens que foi enviando para a Terra as afetaram. Sarah Horst, investigadora que trabalha com os dados da sonda desde que se licenciou, explica que «devo grande parte da minha carreira à Cassini», cita a Popular Science.

As imagens de Titan, do Jingpo Lacus ou de Enceladus fizeram as delícias não só dos especialistas, como também dos curiosos.