exameinformatica

Uma parceria EXPRESSO

Siga-nos nas redes

Perfil

Ciência

Há um novo recorde nas órbitas de satélites

O novo satélite elétrico da Eutelsat chegou à sua posição geoestacionária em apenas quatro meses depois do lançamento, batendo o recorde da indústria.

  • 333

Exame Informática

O Eutelsat-172b foi lançado a 1 de junho num rocket Ariane 5. A Airbus, que construiu o satélite, explica que foi possível bater o recorde e atingir a posição geoestacionária em quatro meses devido aà inclusão de algumas inovações como um par de braços robóticos que orientam e oferecem um melhor controlo na propulsão e na altitude.

Este é o primeiro satélite completamente elétrico da Airbus a estar em órbita. Os anteriores tinham sido construídos pela rival Boeing e demoraram entre seis a sete meses a atingir a posição correta. A utilização de sistemas apenas elétricos e não de propulsão com químicos faz com que sejam necessários meses para conseguir colocar o satélite na órbita certa. A Airbus estima que, se tivesse usado um sistema de propulsão com recurso a químicos, tinha conseguido colocar o Eutelsat-172b em apenas uma semana.

Por outro lado, a opção elétrica permite diminuir o volume a massa do satélite, reduzindo no final também o custo de manutenção.

  • 333