exameinformatica

Uma parceria VISÃO

Siga-nos nas redes

Perfil

Ciência

Google quer perceber os segredos da longevidade com a ajuda de toupeiras

Getty Images

Um novo estudo da Calico indica que o risco de morte das toupeiras sem pelo não é, necessariamente, proporcional à sua idade. Algo que contraria, em parte, a Lei de Gompertz-Makeham que determina: quando mais velho for um mamífero, maior a probabilidade da sua morte.

  • 333

Exame Informática

«Há muito que sabemos que as toupeiras sem pelo são mamíferos únicos devido ao seu tempo de vida que supera os 30 anos. Valor que vai muito além do esperado baseado no seu tamanho – tipo rato», explica, no site oficial da Calico, David Botstein, Chief Scientific Officer da empresa que pertence à Alphabet, a holding que detém várias empresas, sendo a Google a mais importante.

Este artigo é parte integrante da Exame Informática Semanal. Para continuar a ler CLIQUE AQUI (artigo aberto)

  • 333