exameinformatica

Uma parceria VISÃO

Siga-nos nas redes

Perfil

Ciência

Atacante do Gazette Capital só pôde ser identificado com reconhecimento facial

Jarrod Ramos foi identificado com recurso ao reconhecimento facial

A identificação foi apurada por comparação entre as características do rosto de Jarrod Ramos e mais de 10 milhões de fotos obtidas para efeito de obtenção de cartas de condução

  • 333

Hoje, sabe-se quem é Jarrod Ramos, mas por momentos, a questão pairou nas cabeças dos primeiros investigadores policiais que tiveram de o inquirir depois de assassinar a tiro quatro jornalistas e um comercial dos Capital Gazette, em Annapolis, no estado do Maryland (EUA). O suspeito disparos simplesmente não estava a cooperar com coordenadas que o permitissem identificar. E perante a ausência de pistas, as autoridades tiveram de recorrer a um “plano B”: inserir a foto tirada aquando da detenção do suspeito (mugshot) no repositório de imagens faciais do Estado do Maryland.

De acordo com o ArsTechnica, só com o recurso ao reconhecimento facial foi possível saber que o suspeito se chama Jarrod Ramos, tem 33 anos de idade e vive na localidade de Laurel. Os dados foram apurados por “comparação” entre as características do rosto de Jarrod Ramos e mais de 10 milhões de fotos obtidas para efeito de obtenção de cartas de condução que se encontram no Sistema de Repositório de Imagens do Maryland.

O Repositório de Imagens foi usado, desde 2016, entre seis mil e sete mil vezes pelas autoridades do Maryland para levarem a cabo as suas investigações. A identificação de Jarrod Ramos foi apontada como um exemplo da eficiência que o sistema pode dar na identificação de suspeitos de crimes – mas também levantou outra questão pertinente: até à data este repositório nunca foi sujeito a uma única auditoria, noticiou o Baltimore Sun.

  • 333