exameinformatica

Uma parceria VISÃO

Siga-nos nas redes

Perfil

Ciência

Pessoas zangadas não são tão inteligentes quanto julgam

Ollie Millington / Getty Images

Um estudo da Universidade de Varsóvia conclui que as pessoas que têm maior propensão a ficar zangadas rapidamente julgam ser mais inteligentes do que são na realidade.

  • 333

Exame Informática

O estudo conduzido por Marcin Zajenkowski e publicado no Intelligence conclui que as pessoas que se irritam com facilidade têm uma percepção distorcida sobre a sua própria inteligência, ou seja, julgam ser muito mais inteligentes do qeu são na realidade. «Testámos se grandes ataques de fúria conduzem a uma ilusão positiva de inteligência», explica o aluno da Universidade de Varsóvia.

O estudo teve em conta as respostas de mais de 500 alunos a questionários onde foi aferido o temperamento de cada um. Depois, foram convidados a avaliar a sua própria inteligência numa escala de 25 pontos e terminaram a fazer um teste para determinar exatamente quão inteligentes são, explica a Cnet. «Os indivíduos com maior propensão a fúrias têm a tendência a sobrestimar as suas capacidades, ou seja, julgam ser mais espertos do que são; parte da fúria é também associada a ilusões narcisistas», concluiram os investigadores.

O estudo completo, com conteúdos complexos e de leitura não muito simples, pode ser encontrado aqui.