exameinformatica

Uma parceria VISÃO

Siga-nos nas redes

Perfil

Ciência

Nanorobôs trabalham em equipa para realizar tarefas médicas complexas

O objetivo é ajudar os cirurgiões ou os tratamentos para o cancro, por exemplo

  • 333
Paulo Matos

Paulo Matos

Jornalista

Investigadores da Universidade Chinesa de Hong Kong descobriram um método novo para controlar nanorobôs que pretende ajudar cirurgiões a realizar tarefas médicas complexas. Inspirado nos cardumes de peixes e nos bandos de aves, este método recorre a um campo magnético para controlar os movimentos dos nanorobôs e fomentar o trabalho de equipa.

Refira-se que, como explica a Cnet, os nanorobôs podem adaptar a sua forma ao meio ambiente com o qual estão a interagir e são capazes de fundir-se e separar-se neste método de cardume. Assim, além de ajudar os cirurgiões em algumas intervenções, esta técnica também pode ser utilizada para conseguir colocar fármacos no organismo de forma mais eficaz e em tratamentos oftalmológicos ou terapias contra o cancro.

A equipa de investigadores promete continuar a explorar o potencial deste método e a tentar encontrar mais aplicações clínicas para os nanorobôs.