exameinformatica

Uma parceria VISÃO

Siga-nos nas redes

Perfil

Ciência

Exposição à luz azul dos telemóveis, tablets e portáteis pode causar cegueira

O excesso de exposição à luz azulada dos telemóveis pode contribuir para o desenvolvimento de doenças como a cegueira

Westend61 - Getty Images

Atualmente, só nos Estados Unidos foram diagnosticados cerca de 11 milhões de pessoas com a doença, segundo um relatório publicado na Brightfocus Foundation. Segundo o relatório, prevê-se que em 2050 exista o dobro dos casos

  • 333

Francisco Garcia

Um estudo conduzido por investigadores da universidade de Toledo afirma que a luz azulada dos smartphones, portáteis e tablets pode acelerar o desenvolvimento de doenças como a cegueira. Nomeadamente os utilizadores ficam mais propensos a contrair doenças oculares quando passam várias horas expostos aos ecrãs dos seus dispositivos.

Neste estudo os investigadores expuseram células a vários tipos de luz, tendo descoberto que a luz azul pode desencadear «reações que geram moléculas nefastas para as células fotorecetoras», ou por outras palavras, as células especializadas em receber a luz nas nossas retinas.

«Embora a luz que sai dos nossos smartphones seja prejudicial, mas é tolerável quando moderada», disse John Payton, professor da universidade de Toledo nas áreas da Bioquímica e Química. «Algumas empresas de telecomunicações estão já a colocar filtros de luz azul em telemóveis e eu acho isso uma ótima ideia», concluiu.

Doenças oculares como a degeneração macular – causada pela deterioração de células fotossensíveis na retina – estão normalmente relacionadas com o avançar da idade e podem causar cegueira. Atualmente, só nos Estados Unidos, foram diagnosticados cerca de 11 milhões de pessoas com a doença, segundo um relatório publicado na Brightfocus Foundation, uma organização sem fins lucrativos que apoia a investigação de doenças desta natureza. Segundo o relatório, prevê-se que em 2050 exista o dobro dos casos.

  • 333