exameinformatica

Uma parceria VISÃO

Siga-nos nas redes

Perfil

Ciência

Glaciares perdem 390 mil milhões de toneladas de gelo por ano

Um estudo divulgado agora calcula que os glaciares em todo o mundo estão a derreter e a perder gelo e neve a um ritmo avassalador de 390 mil milhões de toneladas por ano.

  • 333

Exame Informática

O aquecimento global é uma realidade incontornável atualmente e um estudo do Nature International Journal of Science calcula que as perdas de gelo nos glaciares rondam os 390 mil milhões de toneladas por ano. Segundo este relatório, os glaciares do Alaska, os campos de gelo na América do Sul e os glaciares do Ártico são as zonas que registam as maiores perdas. Por outro lado, o estudo revela que o nível do mar subiu cerca de três centímetros nos últimos 50 anos, com 30% dessa subida a dever-se ao derretimento dos glaciares.

O estudo foi feito por uma equipa de investigadores maioritariamente da Universidade de Zurique e conclui que as alterações climáticas são as principais responsáveis pelas perdas de gelo e neve. O ritmo das perdas acelerou nos últimos 30 anos e o investigador principal, Michael Zemp, não tem dúvidas de que se devem «claramente às alterações climatéricas», noticia a Relevant Magazine.

Com a chegada de mais água, proveniente destes derretimentos, a temperatura dos oceanos também se altera, causando alterações nos hábitos de todas as formas de vida marinhas. Alguns ecossistemas mais frágeis poderão não sobreviver a estas alterações e acabar por extinguir-se, dando origem a novos desequilíbrios.

  • 333