exameinformatica

Uma parceria VISÃO

Siga-nos nas redes

Perfil

Ciência

Investigadores americanos criam frequência que vaporiza água

  • 333

A frequência das ondas emitidas nas partículas de água atingiu os 270 decibéis e tem uma intensidade de som superior à de um lançamento de foguetão

Uma equipa de investigadores da SLAC National Accelerator Laboratory da universidade de Stanford criou uma frequência ultrasónica com 270 decibel (dB), que é capaz de vaporizar partículas de água. A experiência foi feita recorrendo a uma máquina de emissão de lasers Raios-X, a Linac Coherent Light Source (LCLS), capaz de aquecer a água até 100 mil graus celsius num espaço de tempo muito curto.

Este sistema foi utilizado porque os investigadores pretendiam estudar como as ondas de som com elevada intensidade que produzem sons altos, afetam materiais e amostras biológicas.

Ao emitir os lasers sobre quantidades microscópicas de água numa câmara de vácuo, os cientistas constataram o aparecimento de pequenas ondas de choque cilíndricas no líquido, devido ao processo de ionização que ocorreu aquando o aumento de temperatura da água e que levou à vaporização do líquido.

«As amplitudes e intensidades foram limitadas pelas ondas, que destruíram o seu próprio meio de propagação (…) as ondas ultrassónicas nos jatos são talvez as ondas mais intensas que podem ser geradas em água», diz a investigação.

De acordo com a ScienceAlert, 270 dB corresponde a uma intensidade de som superior à que se pode sentir no lançamento de um foguetão. Veja aqui o vídeo que resultou da experiência:

  • 333