exameinformatica

Uma parceria VISÃO

Siga-nos nas redes

Perfil

Ciência

Cometa 2l/Borisov pode conter água formada fora do Sistema Solar

Cometa foi descoberto pela primeira vez em agosto. Maior aproximação ao Sol acontece em dezembro

  • 333

Um grupo de investigadores encontrou indícios de que o cometa interestelar 2l/Borisov pode conter água. A confirmar-se a descoberta, é a primeira vez que é observada água num corpo celeste que teve origem fora do Sistema Solar.

O estudo com as descobertas foi publicado esta semana e tem por base a descoberta de grandes quantidades do oxigénio em torno do cometa. Ainda que as observações não tenham encontrado água propriamente dita, os investigadores acreditam que os níveis de oxigénio registados têm origem em moléculas de água.

É comum os cometas terem água, mas o que distingue o 2l/Borisov é o facto de ter origem fora do Sistema Solar. Observado pela primeira vez em agosto, tornou-se no primeiro cometa insterestelar a ser registado e o segundo corpo interestelar de sempre a ser identificado pelos investigadores, depois do objeto Oumuamua.

De acordo com a publicação MIT Technology Review, o cometa 2l/Borisov estará a perder o equivalente a 19 quilogramas de água por segundo, à medida que se aproxima do Sol. Este “visitante” de fora do Sistema Solar vai ter a maior aproximação à estrela durante o mês de dezembro, o que deverá permitir observações mais completas sobre os elementos que traz a "bordo".

A equipa de investigadores da NASA e da Universidade de Austin recorreu ao Observatório de Apache Point, no estado do Novo México, nos EUA, para fazer a análise ao cometa. Com os dados recolhidos, os investigadores concluíram também que o cometa partilha várias características comuns aos cometas que pertencem ao Sistema Solar, o que parece indicar que as condições de formação de corpos celestes que existe em torno do Sol também podem existir noutros conjuntos de estrelas e planetas.

  • 333