exameinformatica

Uma parceria EXPRESSO

Siga-nos nas redes

Perfil

Hardware

Gestureplux: uma bracelete portuguesa que controla gadgets com a ajuda da Intel

A Plux desenvolveu uma bracelete que permite controlar telemóveis e computadores através de gestos. Por enquanto, são apenas três os gestos de referência. No futuro serão muitos mais.

  • 333

Hugo Séneca

Stop, Clench, e Cut. São os três gestos fundamentais do Gestureplux – mas seguramente não serão os únicos que poderão ser executados quando esta bracelete tecnológica chegar ao mercado para ajudar os diferentes utilizadores a controlar telemóveis e computadores com os movimentos da mão e do braço. Por que é que estes três primeiros gestos são apresentados em inglês, se a tecnologia é da empresa portuguesa Plux? Resposta: porque a solução foi desenvolvida após uma parceria com a toda poderosa Intel e foi desenhada para chegar ao mercado internacional.

A Gestureplux recorre a sensores de eletromiografia que permitem monitorizar a atividade dos músculos do pulso. Foi através do conhecimento desta atividade muscular, que os investigadores da Plux conseguiram definir os três movimentos de braço nucleares que correspondem a uma paragem (Stop), a um corte (Cut) ou a um punho cerrado (Clench), que poderão ativar diferentes funcionalidades, de acordo com os requisitos ou as características de uma dispositivo ou do software usado.

A Plux recorda que o Gestureplux distingue-se da concorrência por funcionar junto aos músculos que se encontram no pulso, em vez de exigir a colocação de sensores no antebraço. A esta característica distintiva junta-se a precisão dos sensores eletromiográficos: apesar de não necessitar de calibragem ou período de formação do utilizador, o Gestureplux consegue detetar com sucesso 97% dos gestos.

A bracelete dispõe de dois níveis de aprendizagem automática e, além dos três gestos principais, pode ser adaptada para identificar gestos específicos para diferentes cenários e equipamentos. A Plux não fornece muitos detalhes, mas não será difícil imaginar que esta bracelete tecnológica poderá ser usada para ligar e desligar um aparelho, mudar uma página web, ativar uma aplicação, ouvir uma música, enviar uma mensagem predefinida, entre outros exemplos que a interação por gestos poderá popularizar no futuro.

A Gestureplux conecta-se aos diferentes dispositivos através de Bluetooth e dispõe ainda de mecanismos que potenciam a poupança de energia.

Garantida a compatibilidade com a plataforma Integrated Sensor Solution da Intel, a Plux tem agora a expectativa de conseguir introduzir o dispositivo no mercado mundial através de parcerias com marcas e fabricantes de tecnologias. A Plux não refere previsões quanto a datas e preços de lançamento.

No vídeo que se encontra inserido nesta página, pode ver a Gestureplux em ação através das explicações de Gergory Stern, CEO da startup portuguesa.

  • 333