exameinformatica

Uma parceria EXPRESSO

Siga-nos nas redes

Perfil

Hardware

Skylake: conseguirão 50 chips dar nova vida ao reinado Wintel?

A Intel deu a conhecer hoje a sexta geração de processadores Core. Em ano de Windows 10, será que o Skylake conseguirá protagonizar a "revolução" que a maior fabricante de processadores para PC precisa?

  • 333

Estamos num ano de um novo Windows; estamos num ano de uma nova família de processadores da Intel. Será uma nova vida para o famoso reinado “Wintel”? Na Intel, há quem acredite que a sexta geração de processadores da família Core, que é conhecida por Skylake, poderá tirar partido da coincidência de datas com o lançamento do Windows 10. O que até contraria as primeiras análises dos peritos, que lembram que, ao permitir o upgrade gratuito para algumas versões anteriores do Windows, a Microsoft estaria, de algum modo, a refrear a evolução tecnológica dos computadores pessoais.

Pode conhecer a análise detalhada do Skylake no número 243 da Exame Informática, que acaba de chegar às bancas.

Kirk Skaugen, vice-presidente da Intel que dirige a área de computação pessoal, recorda a coincidência de datas entre Skylake e Windows 10 pode revelar-se especialmente proveitosa. «É algo que acontece apenas uma vez ou outra numa década», garante.

Os números ajudam a sustentar o otimismo: nas próximas semanas, a Intel deverá introduzir no mercado mais de 50 versões do Skylake; mais de 800 máquinas de diferentes formatos e marcas deverão chegar em breve ao mercado com os novos chips da Intel.

Apesar de o Windows 10 não obrigar a mudar de computador, há mais uma estimativa que também ajuda a alimentar o otimismo da líder dos chips: hoje, há mais de mil milhões de computadores com mais de três anos de “idade”. A todos esses utilizadores, a Intel quer passar a seguinte mensagem: os Skylake permitem proceder à redução de metade da dimensão e do peso dos computadores pessoais face a 2010, ao mesmo tempo que permite auspiciar uma duplicação do desempenho e a triplicação da autonomia energética.

Com 50 versões prontas a sair para o mercado, a Intel está apostada em transformar o próprio panorama da computação, disponibilizando os novos processadores tanto para pequenos computadores que cabem na palma da mão como para máquinas de secretária que têm grandes exigências no que toca à capacidade de processamento.

Pode parecer apenas mais uma família de processadores, mas há quem garanta que se trata de um desafio determinante para a Intel e não só: «O grau de sucesso alcançado pelo Skylake da Intel vai determinar a direção que a indústria dos PC vai seguir nos próximos tempos», explica Patrick Moorhead, responsável pela consultora Moor Insights, citado pela Cnet.

Os próximos meses ajudarão a perceber se a Intel reforça o estatuto de liderança da informática das últimas três décadas.

  • 333