exameinformatica

Uma parceria EXPRESSO

Siga-nos nas redes

Perfil

Hardware

EasyJet apresenta ténis que indicam caminho a turistas

Quer uma forma inovadora de descobrir uma cidade? Calce os Sneakair, emparelhe-os com o telemóvel e esqueça os mapas. Testámos estes ténis inteligentes em Barcelona e o resultado final surpreendeu.

  • 333

Paulo Matos, em Barcelona

Gosta de viajar para descobrir cidades novas, mas detesta andar sempre de mapa na mão? Bem, a EasyJet pode ter a solução para si. A companhia aérea convocou um grupo restrito de órgãos de comunicação social europeus para apresentar em Barcelona os Sneakair, um protótipo de ténis inteligentes que indicam às pessoas quando devem virar para a direita ou esquerda. O objetivo da EasyJet é contribuir para que as pessoas possam desfrutar à vontade da cidade que estão a visitar em vez de estarem constantemente a consultar o mapa (seja ele em papel ou no telemóvel).

E como é que os Sneakair funcionam? Obviamente, o segredo não está nos ténis em si; está numa placa Arduino coberta por uma capa de 3 cm impressa em 3D e colocada na sola, que comunica por Bluetooth com o smartphone. A partir daqui, basta aceder à app desenvolvida pela EasyJet (que, neste momento, está otimizada para iPhone) para aceder a um GPS baseado no Google Maps e navegar até ao destino final escolhido pelo utilizador.

Ou seja, na prática, isto significa que o ténis do pé direito vai vibrar uma vez quando for necessário virar à direita e o do pé esquerdo vai vibrar igualmente uma vez quando for altura de virar à esquerda. Os dois pés a vibrar ao mesmo tempo duas vezes indicam que deixámos passar a saída correta e estamos no caminho errado, sendo que três vibrações significam que chegámos ao destino.

A Exame Informática teve oportunidade de fazer um pequeno teste com os Sneakair e a prestação foi imaculada. Contudo, alguns dos nossos colegas dos media internacionais não tiveram uma experiência tão bem sucedida. Durante e após a apresentação, a EasyJet vincou sempre a ideia de que estes ténis inteligentes são ainda um protótipo, pelo que, nesta fase, estão interessados em recolher o máximo de feedback e sugestões possíveis.

Mas o futuro pode ser diferente. Se tudo correr bem com esta experiência piloto – que está a decorrer em Barcelona, mas que pode vir a ser replicada em mais cidades –, a companhia aérea pensa vir a vender estes chips durante os seus voos, para ajudar quem está a viajar. E sim, será o chip e não os ténis. É que a EasyJet já está a olhar para o futuro desta tecnologia e a ideia passa por criar apenas um pequeno chip que poderá ser aplicado na palmilha de qualquer tipo de calçado, junto à planta do pé. E esse chip deverá ser alimentado por energia cinética, em vez de obrigar o utilizador a tirar a placa da sola e carregá-la por cabo como acontece agora (e o que só é suficiente para garantir uma autonomia de 3 horas).