exameinformatica

Uma parceria EXPRESSO

Siga-nos nas redes

Perfil

Hardware

Lenovo Yoga Book é uma ameaça aos teclados físicos

O novo híbrido da Lenovo tem dois ecrãs táteis, em que um pode ser usado para a inserção de dados e reconhecimento de escrita. É o princípio do fim dos teclados físicos?

  • 333

A Lenovo apresentou o Yoga Book, um tablet híbrido, que tem dois ecrãs táteis e que se dobra ao meio, como um portátil. O segundo ecrã, que serve para a inserção de dados, pode ser usado como um teclado ou como uma superfície tátil com reconhecimento de escrita. Há um botão que permite alternar entre estes dois modos. Em modo teclado, o utilizador recebe feedback háptico de cada vez que uma “tecla” é premida, mas as letras, números e símbolos são fixos e não mudam de formato ou tamanho. No segundo modo, é possível desenhar diretamente no ecrã ou escrever numa folha de papel colocada em cima do ecrã e o sistema consegue interpretar essa inserção de dados. O estilete fornecido integra a tecnologia Wacom feel e há uma película eletromagnética que permite a digitalização em tempo real.

A abordagem por dois ecrãs táteis, em vez de um teclado físico, permite que o Yoga Book Pro seja mais fino, com apenas nove milímetros de espessura.

Um analista da Current Analysis prevê que «os teclados e portáteis tradicionais não devem desaparecer completamente, mas outros dispositivos irão assumir cada vez mais as nossas tarefas de computação», cita a Cnet. A Lenovo está numa posição privilegiada para enfrentar este tipo de desafios, uma vez que é o fabricante com mais vendas há três anos e cimentou a posição com a aposta em computadores híbridos e computadores 2 em 1, com elementos de tablets.

O Yoga Book vai estar disponível a partir de outubro de 2016, com PVP de 499 euros para a versão Android e 599 para a versão Windows.