exameinformatica

Uma parceria EXPRESSO

Siga-nos nas redes

Perfil

Hardware

Kirin 960: novo processador da Huawei quer bater desempenho do iPhone 7

O novo processador fabricado pela Huawei aposta em melhorias a nível de gráficos e de autonomia, sendo que os testes da marca chinesa indicam que ultrapassa a performance dos CPUs do iPhone 7 Plus e do Galaxy Note 7.

  • 333
Paulo Matos

Paulo Matos

Jornalista

A Huawei realizou uma conferência de imprensa em Xangai para apresentar o Kirin 960, o novo processador que deverá equipar o topo de gama Mate 9 (cuja apresentação está prevista para 3 de novembro em Berlim e onde a Exame Informática marcará presença). O objetivo do evento foi claro: apresentar as capacidades do novo Kirin e mostrar que a performance ultrapassa a do iPhone 7 Plus e do Galaxy Note 7.

O Kirin 960 segue o processo de fabrico de 16 nanómetros, tem oito núcleos – quatro ARM Cortex-A73 e quatro A53 – e é o primeiro CPU a usar a nova ARM Mali-G71 MP8 GPU, avança o Android Central. Isto deverá permitir um desempenho acima da média para jogos mobile, sendo que a Huawei também destaca as melhorias a nível de autonomia. Um exemplo: um telemóvel que aguenta jogar Pokémon Go durante meio dia passará a conseguir chegar a 1,2 dias com o Kirin 960, graças a otimizações no GPS.

Na apresentação, a Huawei demonstrou que o novo processador foi mais rápido do que o iPhone 7 Plus e o Galaxy Note 7 a abrir 13 das 14 apps mais populares na China, destaca a Cnet. Como sempre acontece em demonstrações comparativas cujo ambiente é controlado por uma única marca, é preciso olhar para os resultados com algum distanciamento, mas a Huawei refere que o A10 da Apple continua a liderar em performance num único núcleo e que o Kirin 960 bate todos os rivais em testes aos múltiplos núcleos.

Recorde-se que a Huawei e a Apple são dos poucos fabricantes de smartphones que constroem os seus próprios processadores, sendo que, por exemplo, a Samsung recorre a um Qualcomm Snapdragon no Galaxy S7.