exameinformatica

Uma parceria EXPRESSO

Siga-nos nas redes

Perfil

Hardware

Impressoras podem ser usadas para roubar dados

Três investigadores da Ruhr University Bochum relatam que pelo menos 20 impressoras das fabricantes mais populares podem ser pirateadas e usadas para roubar dados.

  • 333

Exame Informática

Jens Muller coordenou o estudo no âmbito de uma tese de mestrado e concluiu, com mais dois colegas, que as impressoras ligadas a redes podem ser pirateadas. Muller trabalhou ao longo de um ano e testou vários modelos, concluindo que várias fabricantes têm aparelhos com vulnerabilidades, como é o caso da Dell, HP, Lexmark, Brother e Samsung, entre outras.

As impressoras afetadas podem ser bloqueadas por ataques DDoS, receber um reset de fábrica remotamente ou, no pior cenário para o utilizador, ser usadas como ponto de entrada por um hacker que ganhe as credenciais de acesso e consiga mais acessos. Os investigadores também descrevem um cenário onde um utilizador envie um documento para impressão ou tente tirar uma cópia em papel e a impressora esteja, de forma oculta, a enviar uma cópia para um hacker.

A equipa diz que contactou os fabricantes em outubro e que não obteve qualquer resposta, pelo que decidiu publicar a descoberta. A ZDNet tentou entrar em contacto com as marcas e a Lexmark e a HP responderam dizendo que estavam também a analisar estas alegações de Muller.

O estudo e as conclusões deram origem a uma página Wiki sobre como piratear impressoras.

  • 333