exameinformatica

Uma parceria EXPRESSO

Siga-nos nas redes

Perfil

Hardware

Nokia 3310: O saudosismo dá vendas?

O Nokia 3310 está de volta e inclui o jogo Snake. Em breve, a versão revista do histórico modelo da Nokia vai estar disponível em breve em Portugal. Leia aqui o nosso primeiro contacto

  • 333

Os mais de 100 mil visitantes do Mobile World Congress (MWC), em Barcelona, terão estranhado a escassez de lançamentos de novos dispositivos. Aliás, só isso explica que a aposta da HMD na reedição do Nokia 3310 tivesse recebido tanta atenção por parte dos Media naquela que é a maior feira de telecomunicações do mundo (pode ler mais sobre o MWC na reportagem que publicamos mais à frente nesta edição da Exame Informática Semanal). Mas comecemos pelo facto de estarmos perante o regresso da Nokia como marca de smartphones. É importante esclarecer que a Nokia, marca, nunca desapareceu. Depois da venda da unidade de dispositivos móveis, a empresa continuou a desenvolver e a implementar sistemas e equipamentos para redes de telecomunicações. Aliás, em Barcelona, os telefones agora apresentados estavam em exposição no stand oficial da Nokia. É, então, preciso perceber que os telefones que ostentam a marca Nokia são pertença da HMD: um grupo liderado por uma empresa finlandesa que comprou, em maio do ano passado, os direitos a usar a marca até 2024 depois de ter comprado, à Microsoft, a área de negócio de telemóveis. As fábricas, que eram pertença também da Microsoft, foram adquiridas pela FIH Mobile, uma subsidiária da Foxconn (um dos maiores fabricantes mundiais de tecnologia e responsável, por exemplo, pela produção do iPhone) que também faz parte da HMD e é a responsável pelo fabrico dos dispositivos.

CLIQUE AQUI para continuar a ler este artigo, que faz parte da Exame Informática Semanal.
(acesso grátis para assinantes e para quem tem a edição mais recente da revistaExame Informática o código de acesso está impresso na página nº3)

  • 333