exameinformatica

Uma parceria EXPRESSO

Siga-nos nas redes

Perfil

Hardware

Witbox Go: BQ apresenta impressora 3D com Android

Paulo Matos

A BQ quer contribuir para que as impressoras 3D deixem de ser um produto de nicho, pelo que aposta num produto que se destaca pela facilidade de utilização. A marca espanhola também está a preparar a chegada de dois novos smartphones a Portugal: o Aquaris X e o Aquaris X Pro.

  • 333
Paulo Matos

Paulo Matos

Jornalista

A BQ apresentou hoje à imprensa nacional três novos produtos que estão a caminho no mercado português: a Witbox Go! e os Aquaris X e X Pro. O grande destaque acabou mesmo por ser a Witbox, uma impressora 3D com sistema operativo Android e processador Qualcomm Snapdragon 410.

A impressora é controlada através do software Zetup (totalmente desenvolvido pela BQ) e tem uma versão para app móvel – sim, será possível imprimir em 3D a partir do smartphone – e outra para PC (Windows e Linux). Como a aposta da marca espanhola é na facilidade de utilização, o utilizador só precisará de cerca de 15 minutos a partir do momento em que tira a impressora da caixa para lançar a primeira impressão, já que a maioria dos processos estão automatizados (calibração, por exemplo). Aliás, saliente-se que a própria informação das bobinas de PLA é transferida diretamente para a impressora através de NFC.

A simplicidade é extensível ao design minimalista. Há apenas um botão físico (o da energia) e não há lugar para ecrã, sendo que os componentes estão integrados (fonte de alimentação e filamento, por exemplo). Compacta (35x25x48 cm), a Witbox Go! pesa 5 kg e tem um volume de impressão de 14x14x14 cm. O ruído também foi uma preocupação da BQ, que recorreu ao chip Trinamic para controlar o movimento dos motores e minimizar o barulho. Destaque-se igualmente que não é necessário recorrer a laca ou agentes de fixação.

A Witbox Go! será comercializada em Portugal no 3º trimestre deste ano e custará €599,90.

Paulo Matos

No que diz respeito aos smartphones, os novos Aquaris X e X Pro têm várias características em comum: ecrã FHD de 5,2”, processador Snapdragon 626 de oito núcleos a 2,2 GHz, GPU Adreno 506, Android 7.1.1, sensor biométrico, bateria de 3100 mAh com carregamento rápido através de USB Tipo C, auscultadores HiFi e tecnologia aptX para melhor a qualidade do áudio via Bluetooth.

As grandes diferenças prendem-se com a RAM – 3 GB no X e 4 GB no X Pro –, com o armazenamento (32 GB no X e 64 ou 128 GB no X Pro) e com a câmara traseira. Assim, o Aquaris X conta com um sensor Sony IMX298, com 16 MP de resolução e abertura de F/2.0, enquanto o X Pro incorpora um sensor Samsung S5K2L7SX, com 12 MP de resolução (sim, menos do que o X) e abertura de F/1.8. Ambos os terminais contam com o estabilizador de vídeo Vidhance e permitem gravar em 4K a 30 imagens por segundo.

Estes smartphones estarão à venda em Portugal em junho. O Aquaris X estará disponível em preto ou rosa e custará €289,90. O X Pro de 64 GB terá um preço de €369,90 e o de 128 GB custará €409,90 – as cores disponíveis serão branco e preto.