exameinformatica

Uma parceria EXPRESSO

Siga-nos nas redes

Perfil

Hardware

DJI Spark, o mini drone controlado por gestos

A DJI lançou um drone com apenas 300 gramas. Suficientemente pequeno para levantar voo a partir da mão e com modos de voo totalmente automáticos

  • 333

Os rumores confirmaram-se: a DJI lançou um mini drone com câmara, o Spark. Um drone que, segundo o fabricante, foi criado para «capturar os melhores momentos da sua vida rapidamente». Com 300 gramas de peso e muito compacto, o Spark pretende funcionar como uma câmara pessoal voadora que o utilizador pode transportar para todo o lado. É notório, até pelas imagens apresentadas pela DJI, que esta marca aponta o Spark a famílias e adeptos de “atividades outdoor”.

Segundo a DJI, o Spark é o primeiro drone que pode ser controlado totalmente por gestos através de um sistema de comando que a marca designou por PalmControl. Quanto ativado no modo de controlo por gestos, o Spark reconhece gestos da mão do operador para afastar o drone, tirar uma selfie e pedir o regresso. A marca garante que este drone fica pronto a funcionar em segundos e que é muito fácil de usar. Para o efeito existem modos QuickShot inteligentes em que o drone movimenta-se automaticamente. O modo Rocket faz o drone levantar a alta velocidade na vertical mantendo a câmara virada para baixo com o utilizador no centro do enquadramento; o modo Dronie é semelhante, mas o aparelho sobe na diagonal; o Helix faz o drone subir enquanto roda em volta do utilizador; e o Circle, como o nome indica, roda em volta do motivo. Alguns dos modos disponíveis em outros modelos da DJI estão também disponíveis no Spark, como o TapFly (o utilizador toca no ecrã do smartphone para definir para onde deve voar o drone) e o ActiveTrack (o drone reconhece o motivo e segue-o, mantendo-o no centro da imagem).

Além do controlo gestual, o Spark pode ser controlado através de um comando remoto dedicado ou através do smartphone. Ms só quando se usa o comando dedicado é que é possível usar o SportMode, que permite que o drone atinja os 50 km/h.

O DJI Spark está disponível em várias cores

O DJI Spark está disponível em várias cores

Câmara FullHD estabilizada

Os rumores sobre o Spark indicavam que a câmara seria a mesma do Mavic Pro, com suporte para vídeo em 4K. Mas estes rumores estavam errados, já que o Spark está limitado a Full HD. Ainda assim uma resolução muito elevada para o segmento de preço e dimensão do aparelho. O sensor de 1/2,3 polegadas pode ser ainda usado para captar fotos de 12 megapíxeis.

O estabilizador (Gimbal) funciona sob dois eixos e é reforçado por uma estabilização digital, que, segundo a DJI, garante imagens muito suaves e livres dos efeitos de “corte” de imagem.

No que a sensores diz respeito, o Spark parece ser muito semelhante ao Mavic Pro, com câmara 3D frontal e sistema de visão inferior para detetar e evitar obstáculos. Este último sistema permite manter o drone estável mesmo em espaços fechados. No exterior, os sistemas de posicionamento por GPS e GLONASS permitem uma precisão extra.

Como os drones mais recentes da DJI, o Spark é capaz de regressar ao ponto de partida automaticamente, evitando obstáculos que surjam pelo caminho, sempre que o utilizador pressione o botão Return to Home ou caso haja uma falha de ligação.

O Spark está ainda equipado com o sistema de georreferenciação da DJI que garante que o aparelho respeita a regulamentação de voo da zona onde é operado.

O tempo de voo anunciado por carga de bateria é de 16 minutos e a distância máxima de operação é de cerca de 2 km quando a usar o comando remoto dedicado. O vídeo é transmitido em tempo real em alta definição (720p).

Os preços anunciados são de €599 para o drone isolado e €799 para um pacote que inclui, além do Spark, duas baterias, proteções para as hélices, controlador remoto dedicado, um hub de carregamento das baterias e um saco de transporte

  • 333