exameinformatica

Uma parceria EXPRESSO

Siga-nos nas redes

Perfil

Hardware

MEO Smart Home: a inteligência em casa

O novo serviço da operadora que visa tornar as casas portuguesas um pouco mais inteligentes através de um pacote de equipamentos capazes de simplificar a vida dos utilizadores. Os consumidores terão de pagar 50 euros de entrada e depois uma mensalidade para poder usufruir do MEO Smart Home.

  • 333

Ruben Nascimento Oliveira

A Meo acaba de lançar uma solução que agrega equipamentos de segurança e automação com funcionalidades controláveis, remotamente e em tempo real, através do smartphone, tablet ou computador. Este conjunto de equipamento é ainda escalável, consoante as necessidades individuais de cada utilizador.

O pack inicial, que a empresa promete ser de fácil instalação, é composto por uma câmara de vídeo, um sensor de abertura para portas e janelas, uma sirene, detetor de fumo, um telecomando, uma central de controlo e ainda uma placa e autocolantes dissuasores. A câmara permite que o utilizador aceda a uma transmissão de vídeo em direto. As imagens são armazenadas gratuitamente até 30 dias.

O Smart Home notifica os utilizadores por chamada telefónica ou SMS, sempre que for detetado movimento, os alarme de intrusão, incêndio ou outro sensores forem ativados. A sirene interior e o detetor de fumo também emitem alarmes sonoros em caso de emergência.

Os consumidores terão de pagar, pelos equipamentos, 50 euros de entrada e depois uma mensalidade de 13 euros durante os primeiros 36 meses e 7,5 euros nos meses após esse período. Até dia 31 de agosto, aqueles que pagarem a entrada do serviço, vão receber um vale de 100 euros para a compra de acessórios adicionais.

Na solução estão incluídos dados fixos e móveis com tráfego ilimitado e a uma linha de suporte técnico todos os dias do ano, informa o comunicado de impresa da MEO.